Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Inovafil com nova tecnologia em fios
Quadra natalícia arrancou da melhor maneira na Póvoa de Lanhoso

Inovafil com nova tecnologia em fios

Eventos do Altice Forum Braga na lista dos Iberian Festival Awards 2020

Inovafil com nova tecnologia em fios

Economia

2019-11-14 às 22h30

Redacção Redacção

A Inovafil esteve à espera que a tecnologia atingisse um ponto em que fosse uma mais-valia para a empresa, ao permitir efetuar na mesma máquina vários tipos de fios em simultâneo e, no fundo, adaptar a máquina às necessidades do cliente e à dimensão das encomendas.

A aquisição de uma nova tecnologia, prevista para o próximo ano, vai permitir à Inovafil aumentar o portefólio de fios que comercializa, abrangendo todo o tipo de fios atuais. Mas este investimento vai também permitir à empresa de Vale S. Cosme complementar uma oferta centrada em fios técnicos e especiais e que para a próxima estação tem em destaque o algodão americano e de fibra longa Supima.
A expetativa de Rui Martins, CEO da Inovafil, é a de que já em janeiro do próximo ano seja possível introduzir a nova tecnologia de fiação, que descreve como “nova, pelo menos para este conceito de diferenciação e de utilização de matérias-primas nobres como seda, lã, linho, caxemira”.
A Inovafil esteve à espera que a tecnologia atingisse um ponto em que fosse uma mais-valia para a empresa, ao permitir efetuar na mesma máquina vários tipos de fios em simultâneo e, no fundo, adaptar a máquina às necessidades do cliente e à dimensão das encomendas.
A capacidade produtiva da fiação famalicense, que emprega 120 pessoas e registou um volume de negócios de 21 milhões de euros em 2018, está estabilizada em 160 toneladas mensais.
Rui Martins aponta como principais objetivos aumentar a oferta de produtos e estabelecer parcerias, bem como o reconhecimento nacional e internacional da Inovafil como uma empresa realmente inovadora e capaz de fazer o suporte que os clientes necessitam nesta evolução que é constante.
As metas passam ainda por substituir alguns produtos por outros de maior valor acrescentado. “Produtos que deixem mais margem, que tenham menos concorrência e que nos diferenciem ainda mais”, remata Rui Martins.
A Europa, nomeadamente a França, a Alemanha e a Espanha, é o principal mercado de exportação da Inovafil, a que se seguem os EUA. Mas a empresa produtora de fios não quer descurar o mercado nacional, que representa ainda 60% das vendas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.