Correio do Minho

Braga, segunda-feira

ICS da UMinho apresenta oferta formativa em ‘Open Weekend’
Natação: SC Braga conquistou o primeiro lugar no Torneio de Inverno de Absolutos

ICS da UMinho apresenta oferta formativa em ‘Open Weekend’

Município de Esposende investe 406 mil euros na beneficiação da Escola Básica e Jardim de Infância do Facho

Ensino

2017-03-27 às 09h07

Redacção

A Universidade do Minho teve as suas portas abertas durante dois dias, ao longo dos quais recebeu alunos dos ensinos básico e secundário, bem como professores e familiares. A iniciativa juntou o inédito ao pioneiro, pois nunca antes a UMinho se tinha aberto de forma transversal e ao mesmo tempo. As 11 escolas e institutos da UMinho tiveram oportunidade de apresentar os seus cursos e áreas de especialização a quem daqui a alguns meses ou poucos anos terá de escolher a sua formação superior.

A Universidade do Minho teve as suas portas abertas durante dois dias, ao longo dos quais recebeu alunos dos ensinos básico e secundário, bem como professores e familiares. A iniciativa juntou o inédito ao pioneiro, pois nunca antes a UMinho se tinha aberto de forma transversal e ao mesmo tempo.
As 11 escolas e institutos da UMinho tiveram oportunidade de apresentar os seus cursos e áreas de especialização a quem daqui a alguns meses ou poucos anos terá de escolher a sua formação superior.

Para Teresa Ruão, presidente do Conselho Pedagógico Instituto de Ciências Sociais (ICS), “o Open Weekend constituiu uma oportunidade de contacto privilegiado com os jovens estudantes do ensino secundário”, já que, e no caso do instituto que dirige, permite “dar a conhecer os cursos pelos quais somos responsáveis e as saídas profissionais para que estão orientados”.
O ICS lecciona os cursos de Arqueologia, Ciências da Comunicação, História, Geografia e Planeamento e Sociologia.

Preparamos uma actividade interactiva de descoberta das profissões das Ciências Sociais”, explica Teresa Ruão. O objectivo? “Mostrar quanto as Ciências Sociais são relevantes para a actualidade, face aos complexos desafios sócio-políticos que todos os países enfrentam”.
A professora sublinha que “é impossível desenvolver as comunidades ou as regiões sem os profissionais que foram preparados para prever e agir sobre as tendências sociais”. “E é esse trabalho de formação humana, cultural e técnica que fazemos no instituto”, conclui. Ao ICS chegaram alunos de Vila Nova de Famalicão, Santo Tirso, Marco de Canaveses, Ponte da Barca, entre outras cidades.

Os visitantes foram guiados por voluntários que ao mesmo tempo são estudantes dos cursos. Eduardo Miranda é um desses voluntários.
O aluno do terceiro ano de Ciências de Comunicação encara com “muito entusiasmo” o facto de serem “alunos do próprio curso a guiar os estudantes mais novos”. Alexandra Beça, também voluntária, por seu lado, destaca o contacto dos alunos do secundário “com algumas práticas exploradas no curso”, o que lhes permite ficar com uma ideia “mais clara daquilo que poderão encontrar”.
No total, o ICS contou com a ajuda de 45 voluntários para os dois dias de Open Weekend.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.