Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Homenagem aos antigos combatentes da freguesia de Vilarchão
SC Braga: primeiras rondas com dia e hora definidos

Homenagem aos antigos combatentes da freguesia de Vilarchão

Vizela: Festa da Juventude atrai mais de 30 mil pessoas e dinamiza economia local

Homenagem aos antigos combatentes da freguesia de Vilarchão

Vale do Ave

2024-06-13 às 14h00

Redacção Redacção

Na Junta de Freguesia foram prestadas homenagens específicas aos combatentes da freguesia que serviram na Primeira Guerra Mundial e nas Guerras do Ultramar. Esta homenagem não foi apenas um gesto de reconhecimento, mas também um momento de conexão entre gerações, refletindo sobre o legado deixado por estes homens.

Citação

A celebração do Dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas ficou marcada por uma profunda homenagem aos antigos combatentes da freguesia de Vilarchão, que ao longo da história, defenderam a pátria com bravura e sacrifício.
Na Junta de Freguesia foram prestadas homenagens específicas aos combatentes da freguesia que serviram na Primeira Guerra Mundial e nas Guerras do Ultramar. Esta homenagem não foi apenas um gesto de reconhecimento, mas também um momento de conexão entre gerações, refletindo sobre o legado deixado por estes homens.
O ponto alto da cerimónia foi a apresentação do livro "Ex-combatentes de Vilarchão Guerra Colonial 1961 - 1974", pelo historiador e capitão de abril, Coronel David Martelo. Esta obra, coordenada e escrita por José Marques Fernandes, surge como um tributo e um memorial aos 26 ex-combatentes de Vilarchão que participaram na guerra colonial em Moçambique, Angola e Guiné, assim como na Primeira Guerra Mundial.
O livro, mais do que um mero registo histórico, é uma celebração da coragem e resiliência destes homens, muitos dos quais ainda estão vivos e presentes na memória viva da comunidade. Cada página é uma viagem ao passado, uma homenagem aos que enfrentaram os horrores da guerra, carregando consigo a esperança e a determinação de um futuro melhor para Portugal.
A cerimónia em Vilarchão foi um momento carregado de emoção, onde as histórias de sacrifício e bravura se entrelaçaram com os valores de liberdade e democracia que o 25 de Abril simboliza. Através deste evento, a Câmara Municipal, a Assembleia Municipal e a Junta da União de Freguesias de Anjos e Vilarchão não apenas celebraram a história, mas também reafirmaram o compromisso de nunca esquecer aqueles que deram tudo pelo país.
Este dia de reflexão e homenagem lembrou a todos da importância de valorizar e preservar a memória dos combatentes, garantindo que as suas histórias e sacrifícios continuem a inspirar e a ensinar as futuras gerações sobre o verdadeiro significado de serviço e dedicação à nação.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho