Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Histórico equilibrado com belgas não apaga o ‘trauma’ da última vez
Câmara reduz iluminação pública para poupar na factura energética

Histórico equilibrado com belgas não apaga o ‘trauma’ da última vez

Aprovado o orçamento da CIM Cávado

Histórico equilibrado com belgas não apaga o ‘trauma’ da última vez

Desporto

2022-10-04 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Arsenalistas vão estrear-se no frente-a-frente com o Saint-Gilloise, naquele que será o sétimo jogo europeu contra um oponente da Bélgica. Em 2016, o Gent aplicou um golpe de teatro na Turquia e eliminou o Braga de Peseiro... já no balneário.

Citação

Em termos práticos, estará em jogo a liderança isolada do Grupo D da Liga Europa, na próxima quinta-feira, pelas 20 horas, no Estádio Municipal de Braga, com os arsenalistas a receberem os belgas do Saint-Gilloise, com quem partilham o domínio do grupo, ambas as equipas com seis pontos conquistados.
Será a primeira vez que ambas se vão defrontar, embora o SC Braga já tenha encontrado, no passado, adversário belgas nas competições europeias. Para já, contam-se seis jogos, em três edições diferentes da Liga Europa/Taça UEFA, com um triunfo, quatro empates e uma derrota.

A única vitória, de resto, aconteceu logo no primeiro jogo de sempre diante de um adversário belga, no caso o Standard Liége, nos 16 avos-de-final da Taça UEFA, em 2008/09. Em casa, os guerreiros venceram por 3-0, com golos de Rentería, André Leone e Luís Aguiar, que viria também a marcar no empate a um golo na segunda mão. Nessa época, os arsenalistas seriam eliminados nos oitavos, pelo PSG.
Seguiu-se um encontro com o Club Brugge, na fase de grupos da Liga Europa, em 2011/12 (grupo D). O SC Braga, então orientado por Leonardo Jardim, começou por perder em casa (1-2), ainda que tenha começado por cima, com um golo de Hélder Barbosa, empatando mais tarde, fora de casa, a um golo, graças a um golo de Ewerton. Os arsenalistas terminaram a fase de grupos no segundo lugar, com os mesmos 11 pontos que o Brugge, tendo sido depois eliminados pelo Besiktas.

Finalmente, o duplo confronto com o Gent, na fase de grupos de 2016/17. O SC Braga empatou ambos os jogos - 1-1 em casa, com um golo de André Pinto e 2-2 fora, com golos de Stojiljkovic e Hassan.
O pior para os minhotos foi mesmo a derradeira jornada desse grupo, que previa a recepção ao Shakhtar Donetsk. O SC Braga perdeu em casa por 2-4, concluindo com seis pontos. À mesma hora, em Konya, o Gent empatava a zero e, com o jogo da Pedreira já terminado, o SC Braga mantinha o segundo lugar, com os mesmos pontos que os belgas, mas com vantagem no confronto directo (tinha marcado dois golos fora e sofrido apenas um em casa) - entretanto, o Gent marca aos 90+5 e os arsenalistas, já nos balneários, caíram para terceiro lugar...

Depois da quebra, consistência defensiva para voltar a confirmar

Nos dez jogos realizados até ao momento, entre campeonato e Liga Europa, o SC Braga apenas sofreu golos em três e, curiosamente, sempre com dois ou mais golos encaixados - três diante do Sporting, dois com o Rio Ave e quatro com o FC Porto.
Se o ataque tem sido um dos pontos fortes do arranque de temporada do SC Braga de Artur Jorge, a consistência defensiva não tem sido menos importante, tendo os guerreiros, após o duelo inaugural diante dos leões, conseguido um total de cinco jogos consecutivos sem sofrer qualquer golo. De resto, na Liga Europa, a equipa minhota é mesmo a única entre as 32 equipas que ainda não sofreu qualquer golo, um registo assinalável, sobretudo depois de já ter defrontado o actual líder da Bundesliga, o Union Berlim.

Para este registo defensivo notável muito tem contribuído um nome forte entre os postes, como é Matheus Magalhães. O guardião de 30 anos, sendo o mais experiente nestas andanças europeias (ver página 20), com 57 jogos já realizados entre fases de qualificação, de grupos e a eliminar, está a apenas um jogo de igualar Luisão, antigo jogador do Benfica, como o brasileiro com mais jogos disputados na Liga Europa (entretanto, Matheus já adquiriu nacionalidade portuguesa também).

O guardião arsenalista vai na quinta-feira a jogo, tal como Fabiano, antes da ‘folga’ forçada que a dupla terá de cumprir no duelo seguinte, também em casa, frente ao Chaves, na 9.ª jornada do campeonato. Matheus acabou expulso com um vermelho directo na sequência de uma falta fora da área sobre Mehdi Taremi, promovendo a entrada de Tiago Sá e a saída obrigatória de André Horta. Já Fabiano, substituído ao intervalo por Victor Gómez, viu um cartão amarelo no decorrer da primeira parte, no caso o quinto, cumprindo a totalidade da sequência que determina o cumprimento de um jogo de suspensão.
Para o embate europeu a dupla começará certamente no onze inicial, cedendo os respectivos lugares, no regresso à competição interna, a Tiago Sá e Victor Gómez.

Deixa o teu comentário

Últimas Desporto

03 Dezembro 2022

"Valorizamos esta prova"

03 Dezembro 2022

Tudo bons rapazes

Banner publicidade
Tudo bons rapazes
Desporto

Tudo bons rapazes

03 Dezembro 2022

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho