Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Hassan Lekhili e Filomena Costa vencem 1.ª Meia-Maratona de Braga
Nove milhões para construção de nova ETAR

Hassan Lekhili e Filomena Costa vencem 1.ª Meia-Maratona de Braga

TUB dão mais um passo na promoção da mobilidade urbana sustentável

Hassan Lekhili e Filomena Costa vencem 1.ª Meia-Maratona de Braga

Desporto

2016-02-29 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Foi uma verdadeira estreia em grande. A primeira edição da Meia-Maratona de Braga contou com 4.200 atletas distribuídos entre a prova de 21km (três mil) e a caminhada de 6km. O grande vencedor em masculinos foi o espanhol Hassan Lekhili (Ourenrunning), com o tempo de 01:08:18, seguido de Rui Muga (CD Mogadouro) e Artur Rodrigues (GDC Guilhovai). Em femininos, a bracarense Filomena Costa (ACD Jardim da Serra) brilhou ao terminar em primeiro lugar, com o tempo de 01:17:55, seguida de outra bracarense, Cláudia Pereira (SC Salgueiros) e Joana Costa (SL Benfica).

Foi uma verdadeira estreia em grande. A primeira edição da Meia-Maratona de Braga contou com 4.200 atletas distribuídos entre a prova de 21km (três mil) e a caminhada de 6km. O grande vencedor em masculinos foi o espanhol Hassan Lekhili (Ourenrunning), com o tempo de 01:08:18, seguido de Rui Muga (CD Mogadouro) e Artur Rodrigues (GDC Guilhovai). Em femininos, a bracarense Filomena Costa (ACD Jardim da Serra) brilhou ao terminar em primeiro lugar, com o tempo de 01:17:55, seguida de outra bracarense, Cláudia Pereira (SC Salgueiros) e Joana Costa (SL Benfica).

“É a primeira vez que corro aqui em Braga, parabéns pela organização, o circuito é muito bom. A verdade é que estou muito bem e preparado para correr distâncias como estas. No mês passado, estive em Viana do Castelo e terminei em terceiro. Hoje [ontem] senti-me muito bem, foi uma corrida muito táctica”, contou Hassan Lekhili.

Visivelmente satisfeita com o triunfo, Filomena Costa não escondeu a felicidade pela vitória na primeira edição da prova: “o percurso foi um bocadinho difícil, mas com este ambiente torna-se mais fácil. Acabou por correr muito bem. Já fazia falta este tipo de prova em Braga, notou-se pela adesão que teve, as pessoas gostam cada vez mais de correr e acaba por ser muito bom para a cidade”.

Prova serviu para Filomena Costa preparar a próxima maratona de Hamburgo, a pensar nos Jogos Olímpicos. “Sou terceira, estou à porta, por isso, tenho de esperar. Não é impossível, mas vai ser muito difícil. Já tenho os mínimos de Sevilha, mas falta ainda a Jessica e a Vanessa. Tenho a maratona de Hamburgo para tentar fazer melhor”, frisou.

“Braga vai ficar no top três das meias-maratonas em Portugal”

26 de Fevereiro de 2017. É esta a data da segunda edição da Meia-Maratona de Braga, ontem anunciada após o enorme sucesso da primeira edição. Foram mais de quatro mil atletas, número que até poderia ter sido bem maior logo nesta competição de estreia, não fosse a organização a impor limite de inscrições. Sucesso é prenúncio do crescimento nos próximos anos.

“Dentro de três anos, esta Meia-Maratona tem aqui dez mil atletas, sem qualquer dúvida. Temos a Galiza onde podemos promover este evento. Há que aproveitar este potencial de turismo desportivo e aproveitar a máquina de promoção que temos, somos nós que organizamos as grandes maratonas, como a do Porto, e o nosso compromisso é levar a promoção da prova o mais longe possível. Prometi três mil atletas, temos aqui 4.200 e não temos mais, porque temos de fazer as apostas com antecedência, para encomendar, por exemplo, as medalhas, que vêm de fora”, destacou Jorge Ferreira, director da prova, optimista quanto às próximas edições.

“O feedback é muito positivo. Esta foi a primeira de muitas meias-maratonas em Braga. Braga vai ficar no top três de meias-maratonas em Portugal, não tenho dúvidas nenhumas disso”, garantiu o responsável.

O desafio para a organização da Meia-Maratona foi lançado pela vereadora Sameiro Araújo e as expectativas foram superadas: “atendendo a que é a primeira edição, é de sublinhar a adesão das pessoas, o que prova que a população de Braga tem cada vez mais gosto em correr e caminhar, o que nos deixa evidentemente satisfeitos. E podemos crescer muito mais. Acredito que daqui a três ou quatro anos podemos ter 10 mil pessoas a participar na Meia-Maratona de Braga e ombrear com as melhores provas nacionais nesta distância”, revelou a vereadora do Desporto, revelando que a aposta do município passa também por associar “a esta prova a componente turística”.
“Braga tem um património muito rico e queremos através da corrida fazer a união do desporto com o turismo, numa prova que pode crescer mais nos próximos anos”, rematou.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho