Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Há leitura e muito mais na Feira do Livro de Amares e IX Mostra pedagógica
Famalicão lidera exportações na fileira automóvel no Norte

Há leitura e muito mais na Feira do Livro de Amares e IX Mostra pedagógica

Lampreia já chegou à mesa de 15 restaurantes de Vila Nova de Cerveira

Cávado

2017-03-28 às 12h31

Teresa M. Costa

Alberto Caeiro, Manuel Alegre e até Luís Vaz de Camões passaram ontem pela Feira do Livro de Amares pela voz de alunos da Escola Secundária de Amares que dramatizaram trechos de obras daqueles autores num momento que marcou a abertura do certame. O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, fala da Feira do Livro, que se associa à IX Mostra Pedagógica, como “um evento já de referência no concelho, tal como o Festival de Papas, a Feira Franca e as Festas Antoninas”.

Alberto Caeiro, Manuel Alegre e até Luís Vaz de Camões passaram ontem pela Feira do Livro de Amares pela voz de alunos da Escola Secundária de Amares que dramatizaram trechos de obras daqueles autores num momento que marcou a abertura do certame.
O presidente da Câmara Municipal de Amares, Manuel Moreira, fala da Feira do Livro, que se associa à IX Mostra Pedagógica, como “um evento já de referência no concelho, tal como o Festival de Papas, a Feira Franca e as Festas Antoninas”.

Na inauguração do certame, que tem portas abertas até sábado em plena Praça do Comércio de Ferreiros, na Galeria de Artes e Ofícios, o edil amarense apelou a pais e alunos que “passem pela feira, vejam os livros e, se puderem, comprem, mas, acima de tudo, percebam que a leitura é importante”.
As pessoas que passam pela feira do livro não se contabilizam, mas “gostava que fossem três ou quatro mil” manifestou ontem o autarca.

Manuel Moreira realça que “semana é rica em actividades, durante todo o dia, mostrando a vitalidade da feira e do concelho”.
O director do Agrupamento de Escolas de Amares, Pedro Cerqueira, que é entidade parceira na organização do certame, realça que “a Feira do Livro é muito mais que uma mostra e venda de livros já que integra, no âmbito da semana interconcelhia da leitura, uma série de actividades paralelas que contribuem para a consecução do principal desiderato da escola que é a promoção da leitura nos jovens”.

“Termos alunos com competências leitoras é fundamental para o seu sucesso em várias áreas” apontou o director.
Pedro Cerqueira sublinhou que algumas das actividades requerem trabalho ao longo do ano lectivo, como é o caso do livro que ontem foi lançado e que reúne textos dos alunos do 1.º ciclo do Agrupamento e também os prémios do concurso literário, que ontem foram entregues, e que são o culminar do trabalho de professores e alunos.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.