Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Guimarães pode acolher Delegação da Associação de Direito Desportivo
Bombeiros Cabeceirenses festejaram 75 anos com distinto programa

Guimarães pode acolher Delegação da Associação de Direito Desportivo

Mais de 1500 cravos vestem Vila Verde de Abril

Guimarães pode acolher Delegação da Associação de Direito Desportivo

Desporto

2022-01-12 às 06h00

Redacção Redacção

Carlos Caneja Amorim, designado para presidir à Comissão Instaladora, já foi dirigente da Associação de Ciclismo do Minho.

Citação

A região Norte de Portugal vai acolher uma delegação da Associação Portuguesa de Direito Desportivo (APPD) que designou o advogado Carlos Caneja Amorim para presidir à Comissão Instaladora.
A Delegação do Norte da APDD abrangerá os distritos de Braga, Porto, Viana do Castelo, Vila Real, Bragança e Aveiro, existindo a possibilidade de ficar sediada em Guimarães.
“É um assunto que ainda está em aberto, mas, na verdade, Guimarães é uma possibilidade, embora não seja a única. A relevância da APDD tem suscitado o interesse de vários municípios e será tomada uma decisão depois de analisadas todas as hipóteses”, comenta Carlos Caneja, citado em comunicado.
O presidente da Comissão Instaladora da Delegação do Norte da Associação Portuguesa de Direito Desportivo pretende de seguida iniciar um conjunto de contactos com faculdades de direito da região, delegações da Ordem dos Advogados, colectividades e associações de âmbito desportivo.
A APPD, fundada em 1998, tem assumido um papel relevante no âmbito do direito desportivo nacional e no da formação, promovendo regularmente actividades formativas de vária índole e destinadas, não apenas a juristas, mas também aos diversos agentes do desporto.
Membro do Conselho Nacional do Desporto, Comité Paralímpico de Portugal, do ‘The Sport Integrity Global Alliance’ e da comunidade LawInSport, a Associação Portuguesa de Direito Desportivo tem parcerias com o ‘Johan Cruyff Institute’, ‘ASSER Institute’, Autónoma Academy e com diversas faculdades, associações e organismos.
Carlos Caneja Amorim, com ampla experiência do direito desportivo e no associativismo, é actualmente membro do Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Ciclismo, depois de ter presidido ao Con- selho de Justiça daquela federação e de ter integrado a direcção da Associação de Ciclismo do Minho (ACM).
Em 2002, esteve com José Luís Ribeiro, na altura presidente da ACM, no processo que conduziu à alteração legislativa que permitiu ao ciclismo beneficiar da comparticipação do Estado para com os custos de policiamento e terminar com a discriminação da modalidade no acesso aos apoios que eram atribuídos às restantes modalidades.
“Estamos perante a concretização da aspiração de criar no Norte uma centralidade, numa lógica de proximidade e aberta a toda a comunidade, de promoção, divulgação e formação no âmbito da ciência do direito desportivo”, explicou Carlos Caneja Amorim.
O jurista e dirigente, citado ainda no mesmo comunicado, explica que a APDD actuará “não apenas no auxílio aos juristas, mas, também, da comunidade desportiva em geral, por exemplo, através da organização de formações, colóquios, debates e outras formas de abordagem, estudo e desenvolvimento do direito desportivo”.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho