Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Guimarães: Pelote evoca Batalha de Aljubarrota
Câmara de Viana do Castelo inaugura ‘novo’ Parque Infantil de Nogueira

Guimarães: Pelote evoca Batalha de Aljubarrota

Câmara de Cerveira surpreende crianças com ida ao cinema

Vale do Ave

2018-08-13 às 06h00

Redacção

Igreja de Nossa Senhora da Oliveira volta a receber a ‘Missa do Pelote’. Câmara Municipal de Guimarães e Colegiada querem preservar património imaterial associado à afirmação da independência de Portugal.

A Câmara Municipal de Guimarães e a Colegiada de Nossa Senhora da Oliveira voltam a organizam a celebração da Missa do Pelote, na próxima terça-feira, 14 de Agosto, pelas 19 horas, na Igreja de Nossa Senhora da Oliveira.
As duas entidades entendem que não se justificava a suspensão da celebração religiosa que se mantinha há alguns anos, “uma vez que tal manifestação constitui um importante património imaterial que importa preservar e revitalizar”. Desta forma, assinalam-se os 633 anos da Batalha de Aljubarrota, que decorreu no final da tarde de 14 de Agosto de 1385, entre tropas portuguesas com aliados ingleses, comandadas por D. João I.

O pelote (laudel) que D. João I vestiu durante a batalha de Aljubarrota, e que depois ofereceu à Senhora da Oliveira, constitui um símbolo da afirmação da independência nacional. A peça está actualmente à guarda do Museu de Alberto Sampaio.
Em 1638, em período de dominação castelhana, o mesmo pelote foi o tema para um memorável sermão de invocação patriótica, à volta do qual o sacerdote Frei Luís da Natividade construiu proféticas metáforas sobre a restauração nacional, que haveria de chegar dois anos depois, em 1640.

A partir da peregrinação de D. João I a Guimarães para oferecer o pelote e ‘restituir’ a Nossa Senhora da Oliveira as armas que usou na batalha, a cidade de Guimarães passou a assinalar, em cada ano, no dia 14 de Agosto, a vitória em Aljubarrota, mesmo durante o domínio filipino.

 A Missa do Pelote será presidida por D. Prior Monsenhor José Maria e celebrada pelo Arcipreste Constantino Matos de Sá.
O Grupo Coral de Nossa Senhora da Oliveira irá actuar nesta celebração.   

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.