Correio do Minho

Braga,

- +
Guimarães “prepara-se para as mudanças que se adivinham”
‘Race for the Cure’ nas redes sociais para combater o cancro da mama

Guimarães “prepara-se para as mudanças que se adivinham”

Vizela: Aluno da escola EB 2/3 de Infias infectado com o vírus da Covid-19

Guimarães “prepara-se para  as mudanças que se adivinham”

Vale do Ave

2020-08-02 às 11h00

Redacção Redacção

ESTRUTURA DE MISSÃO - Guimarães 2030 reuniu o conselho executivo para analisar o 1.ª semestre deste ano. Comité Externo de Aconselhamento aplaudiu trabalho e dedicação de Guimarães.

“Entusiasmados pelo trabalho, dedicação e pelos progressos que Guimarães tem vindo a fazer” numa altura em que se reconhece “que o mundo nunca mais será o mesmo e que os anos de 2022 e 2023 serão críticos”, por causa do actual contexto pandémico, “Guimarães demonstra estar a preparar-se para as mudanças que se adivinham”, aplaudi- ram os membros do Comité Externo de Aconselhamento do Conselho Executivo da Estrutura de Missão - Guimarães 2030.
A sessão, presidida pelo presidente da Câmara Municipal de Guimarães e que juntou todo o executivo municipal, bem como os membros das universidade e instituições de ensino superior parceiras, procurou realizar o balanço do primeiro semestre de 2020 dos trabalhos da Estrutura de Missão. A execução do Plano de Acção 2020-2021, já apresentado, e a análise de diversas candidaturas a financiamento realizadas, foram alguns dos temas da reunião.
O presidente da câmara sublinhou o caminho que Guimarães tem realizado e de que “são a prova o Plano de Acção para o Desenvolvimento Sustentável e também as diversas candidaturas meritórias que têm sido desenvolvidas”.
Já o reitor da Universidade do Minho (UMinho), Rui Vieira de Castro, enalteceu “todo o trabalho e empenho”, mostrando a “total disponibilidade da UMinho para continuar a ser parceira dos diferentes projectos integrados no Plano de Acção”.
Também o pró-reitor da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Alberto Baptista, a directora da Universidade das Nações Unidas, Delfina Soares, e a presidente do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, Maria José Fernandes, garantiram a vontade e desejo de continuarem a contribuir para o cumprimento do Plano de Acção nas suas diferentes vertentes.
Igualmente presente na sessão, o presidente do Gabinete de Crise para a Transição Económica, António Cunha, enalteceu a importância da “transição digital em sintonia com a sustentabilidade ambiental”.
Também a presidente do Laboratório da Paisagem e vereadora do Ambiente, Sofia Ferreira, deu nota do “esforço que tem sido desenvolvido para integrar as diferentes instituições parceiras” nos projectos que visam “contribuir para o desenvolvimento sustentável de Guimarães”, congratulando “a equipa do Laboratório da Paisagem pela colaboração que tem tido no desenvol- vimento dos projectos que estão em linha com os desígnios do município”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho