Correio do Minho

Braga, terça-feira

Guimarães não desiste de ser Capital Verde
Barcelos: bordados de Crivos de S. Miguel da Carreira obtêm certificação

Guimarães não desiste de ser Capital Verde

Universidade do Minho apresenta oferta cultural para a Noite Branca

Vale do Ave

2018-04-19 às 10h00

Redacção

Domingos Bragança lamentou que a cidade não seja finalista na corrida ao prémio de Capital Europeia Verde de 2020 mas promete que voltará a ser candidata à distinção. Final terá lugar em Nijmengen, Holanda, no dia 21 de Julho.

O presidente da câmara de Guimarães lamentou ontem que a cidade não seja finalista na corrida ao prémio de Capital Europeia Verde de 2020, prometendo que voltará a ser candidata àquela distinção.
Estamos orgulhosos do trabalho feito e dos resultados já conquistados, vamos intensificar o nosso esforço e o nosso trabalho para apresentar uma nova candidatura, convictos da forte esperança que temos para aspirar a ser Capital Europeia Verde, afirmou Domingos Bragança.
Domingos Bragança deixou ainda um apelo: Convoco todos os vimaranenses para trilharem este caminho do desenvolvimento sustentável, na certeza que a força que emana da nossa comunidade será o garante do sucesso que desejamos conquistar, disse.
Na sua primeira candidatura a Capital Europeia Verde, Guimarães não foi seleccionada para a avaliação final, que terá lugar a 21 Junho em Nijmengen (Holanda), onde estará presente Lisboa, representante portuguesa que concorre pela quarta vez.
A lista de cidades finalistas ao título de Capital Europeia Verde 2020 foi conhecida ao final da manhã de ontem, estando indicadas as cidades de Ghent (Bélgica), Lahti (Finlândia) e Lisboa (Portugal), anunciou a Comissão Europeia.
Segundo a Comissão Europeia, este prémio é atribuído anualmente com o objectivo de reconhecer os esforços das cidades com um plano para se tornarem amigas do ambiente e que envolvam a sua população na sustentabilidade ambiental, social e económica.
As cidades finalistas aos dois prémios terão agora de comprovar junto de um júri internacional o seu compromisso com o desenvolvimento urbano sustentável, a sua capacidade de servirem de exemplo junto de outras cidades e também de envolverem os seus cidadãos nestas temáticas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.