Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Guimarães e Dijon promovem partilha de experiências para jovens voluntários
‘Março com Sabores do Mar’ tem autenticidade que turista quer

Guimarães e Dijon promovem partilha de experiências para jovens voluntários

Póvoa de Lanhoso acolhe tertúlia “O atual momento do futebol português”

Guimarães e Dijon promovem partilha de experiências para jovens voluntários

Vale do Ave

2020-01-24 às 14h14

Redacção Redacção

Rita Oliveira parte para a cidade francesa na próxima semana. Stephane Angbe já se encontra na Cidade Berço.

Rita Oliveira, 23 anos, de Brito, é a jovem vimaranense selecionada para integrar o programa de intercâmbio na sequência da parceria estabelecida entre os Municípios geminados de Guimarães e Dijon (França). A partida para o estágio na cidade francesa está agendada para a próxima quinta-feira, 30 de janeiro, para uma experiência em contexto profissional de 6 meses no Jardim da Ciência de Dijon.
 
De Dijon para Guimarães já viajou Stephane Angbe, também de 23 anos, que está a participar em ações de voluntariado em articulação com a Casa da Juventude de Guimarães.
 
A jovem vimaranense encara este desafio como uma “aventura” no âmbito do espírito de voluntariado desenvolvido em projetos da Cruz Vermelha. Licenciada em Relações Internacionais com Pós-Graduação em Gestão de Recursos Humanos, pela Universidade do Minho, Rita Oliveira está com “grande expetativa” para esta experiência. “Sempre quis fazer voluntariado e tive uma experiência em Itália no âmbito da inclusão de migrantes, mas foi apenas duas semanas, além de participar no projeto Hospital Divertido da Cruz Vermelha”, conta a jovem vimaranense. Nesta experiência em Dijon, Rita Oliveira vai preparada para 6 meses de trabalho. “Gosto de fazer voluntariado e ter a possibilidade de conhecer novas culturas. Será a primeira vez que vou a Dijon, em França apenas conheço Paris, mas parece ser uma cidade interessante e com oferta cultural além de ter um património histórico como Guimarães”, referiu Rita Oliveira.
 
No âmbito desta parceria, Stephane Angbe já viajou de Dijon para Guimarães. Assume que gosta de “ajudar” e ter “contacto com as pessoas”. Até ao momento está a participar em atividades de apoio a crianças do ensino especial nas escolas e ainda em atividades com jovens integrados em instituições do concelho. Fruto de uma anterior experiência no Brasil, a língua não é entrave para Setphane que fala fluente a nossa língua. Recorda que a primeira vez que participou em ações de voluntariado foi antes de ingressar na Universidade, integrando uma associação de prevenção da SIDA. “Nas escolas francesas há possibilidade de melhorar as notas ao participar em projetos de associações com cariz voluntário e foi aí que tudo começou”. Sobre Guimarães, Stephane apenas conhecia o Vitória, como amante de desporto. Agora já conhece um pouco mais e partilha elogios quanto ao património e Centro Histórico.
 
O protocolo de geminação entre Guimarães e Dijon foi assinado em 2017, fortalecendo as relações entre a Capital dos “Duques de Bourgogne” e a primeira Capital de Portugal, a cidade de Guimarães.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.