Correio do Minho

Braga,

- +
Guidance celebra 10.ª edição no feminino
Rúben Amorim: “tenho a certeza que vamos dar uma boa resposta”

Guidance celebra 10.ª edição no feminino

Domingos Bragança destaca partilha das infraestruturas desportivas entre clubes de Guimarães

Guidance celebra 10.ª edição no feminino

Vale do Ave

2019-12-11 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

É com uma programação “a vibrar” no feminino que A Oficina promove o X Guidance - Festival Internacional de Dança Contemporânea, em Fevereiro próximo. Com seis estreias nacionais e internacionais, Vera Mantero é a coreógrafa em destaque.

É com uma “vibração feminina” e uma aposta na formação e aproximação à comunidade escolar que o Guidance - Festival de Dança Contemporânea de Guimarães celebra a sua 10.ª edição. O evento decorre de 6 a 16 de Fevereiro do próximo ano e traz muitas novidades na manga, com 11 espectáculos, entre as quais seis estreias: quatro nacionais e duas internacionais. Vera Mantero é a coreógrafa em destaque do 10.º Guidande.
A “co-produção, formação e criação” são as grandes apostas do festival de dança. Rui Torrinha, director artístico do Guidance - o projecto-âncora desenvolvido pel’A Oficina - indica que “este festival é, sobretudo, a celebração de um caminho feito em Portugal e congrega no programa fundamentalmente obras criadas por mulheres”.

Trata-se de um cartaz com obras importantes da história da dança em Portugal, no qual participam nomes sonantes como Tânia Carvalho, Marlene Monteiro Freitas e Vera Mantero, passando também por nomes de nível internacional como Akram Khan e Marie Chouinard.
Rui Torinha assinala também o apoio que o Guidance dá sempre a novos criadores e que este ano vai dar destaque aos trabalhos de Elizabete Francisca e Joana Castro.
Apontando que “o corpo é o grande movimento político do momento”, o director artístico do Guidance diz que “este é um festival com várias camadas e que permite caminhos diferentes por parte do público”, refere que esta 10.ª edição “celebra a história do Festival Guidance” e, por outro lado, chama a atenção para a importância que Portugal tem que dar à dança e às artes”.

Coreógrafos ‘viram’ embaixadores da dança junto das escolas

O espectáculo ‘Onironauta’ de Tânia Carvalho, às 21.30 horas, do próximo dia 6 de Fevereiro, arranca o X Guidance - Festival Internacional de Dança Contemporânea, no Centro Cultura Vila Flor, em Guimarães. Entre as grandes novidades do evento, destaque para o facto de uma equipa de coreógrafos que vai percorrer todas as escolas secundárias do concelho, desmistificando a dança contemporânea e formando novos públicos.
As escolas de dança de Guimarães terão também a possibilidade de “formar” os seus alunos dentro do festival, assistindo a ensaios e contactando com artistas e coreógrafos.

A vereadora da Cultura da Câmara Municipal de Guimarães, Adelina Pinto, elogia o trabalho que A Oficina tem levado a cabo com este festival de dança, frisando a sua “qualidade”, que aposta na co-produção, nas residências artísticas e também na educação/formação - que muito mais do que simples espectáculos, deixa o seu know how no território e faz pensar no mundo.
“A Oficina é muito importante para Guimarães se continuar a assumir como um território diferenciador”, sublinhou a autarca vimaranense, destacando que Guimarães oferece todas as condições, físicas e humanas, para promover um festival de dança contemporânea.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.