Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Guerreiros do Minho à conquista da Europa
Filhos da Escola da Armada reconhecidos à instituição

Guerreiros do Minho à conquista da Europa

Associação Cidade Curiosa distinguida com prémio nacional

Desporto

2017-09-14 às 06h00

Carlos Costinha Sousa

“Acima de tudo, temos que ter coragem, audácia, ser inteligente e perceber que vamos ter que, em determinados momentos do jogo, nos juntar, defender bem, mas sempre com os olhos postos na baliza do nosso adversário”. Foi assim que o treinador Abel Ferreira resumiu aquela que acredita ser a receita para a conquista de um bom resultado na Alemanha.

“Acima de tudo, temos que ter coragem, audácia, ser inteligente e perceber que vamos ter que, em determinados momentos do jogo, nos juntar, defender bem, mas sempre com os olhos postos na baliza do nosso adversário”. Foi assim que o treinador Abel Ferreira resumiu aquela que acredita ser a receita para a conquista de um bom resultado na Alemanha.

Pela frente está a forte equipa do Hoffenheim, “equipa de Liga dos campeões, actual segunda classificada da Bundesliga, com um treinador que conhece bem o seu clube e por isso um grande obstáculo e desafio para nós podermos superar”, referiu o técnico, considerando que a sua equipa terá que estar no “máximo das suas forças e com grande mentalidade competitiva. A meta passa, se possível, por fazer pontos aqui. Mas sabemos e reconhecemos que as dificuldades vão ser muitas. Teremos que ser inteligentes”.

Para o técnico arsenalista, cada jogo é diferente do anterior e claro que há situações que terão quer ser enfrentadas de forma também diferente. Mas nada invalida que o SC Braga entre em campo a pensar na vitória, ou pelo menos, em conquistar pontos nesta partida frente aos alemães. “Cada jogo é único e cada adversário vai criar diferentes dificuldades. Nos últimos jogos temos visto que os adversários olham para o Braga como equipa grande. Este jogo é um novo desafio, pela valia do adversário. Sabemos que certamente vai tentar dividir mais o jogo e temos que estar preparados para ter menos bola. Temos que ser corajosos e audazes. E sempre com a ideia de fazer um bom resultado aqui”, esta foi a meta apontada pelo treinador que admitiu que poderá realizar algumas alterações na equipa, reforçando mais uma vez que tem um plantel com várias soluções e todos têm que estar aptos para entrar em acção.

“Não é por ter mais um defesa que se defende melhor, ou por ter mais um avançado que se ataca melhor. O segredo passa por uma organização forte, para tapar as forças do nosso adversário, e procurar, sempre que possível, sempre que tivermos a bola, ter a coragem e forças para tentar surpreender o nosso adversário. Já levamos dez jogos e esta Liga Europa é fantástica porque valoriza toda a gente. Mas temos só dois dias para recuperar e queremos dar mostras que contamos com todos. A estrela é a equipa e o estatuto é o rendimento. Até agora fomos cumprindo com todos os objectivos que nos propusemos. Temos um objectivo muito claro nesta competição que é passar à próxima fase e temos um grande leque de jogadores e estamos a construir uma grande equipa, competitiva que a cada jogo que passar se vai tornar mais forte”, referiu o técnico mostrando confiança na equipa.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.