Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Guarda-redes Ivo Gonçalves renova contrato com o Vizela
Programação da Feira do Livro com passatempos e conversas com autores nacionais e estrangeiros

Guarda-redes Ivo Gonçalves renova contrato com o Vizela

ACTUM apoia 43 projectos artísticos de bracarenses

Guarda-redes Ivo Gonçalves renova contrato com o Vizela

Desporto

2020-05-30 às 06h00

Redacção Redacção

Experiente guardião vai continuar no plantel vizelense, tendo renovado por mais um ano. Apesar de na última época ter apenas participado em sete jogos, a sua experiência pode ajudar a equipa.

O Futebol Clube de Vizela, que foi promovido à II Liga para a próxima temporada, anunciou ontem a renovação de contrato com o guarda-redes Ivo Gonçalves, que assinou um novo vínculo por uma temporada.
O guarda-redes português, de 36 anos, que os vizelenses tinham recrutado, no início desta temporada, ao Leixões, participou em apenas sete jogos na formação minhota esta época, mas confere à equipa a experiência de já ter alinhado nos escalões profissionais.

“É um orgulho imenso continuar a representar o clube, agora na II Liga, de onde nunca deveria ter saído. Só posso estar satisfeito por continuarem a apostar em mim e por confiarem no meu trabalho. Os objectivos passam por atingir a manutenção o mais rápido possível”, disse o guardião em declarações ao site oficial do clube.
Ivo Gonçalves, natural de Silves, no Algarve, representou vários clubes na II Liga, contanto no seu currículo com passagens por Leixões, Penafiel, Académico de Viseus, Farense ou Portimonense.
Além desta renovação com Ivo Gonçalves, o emblema vizelense já tinha anunciado a continuidade dos avançados Diogo Ribeiro, Tavinho e Kiko Bondoso, dos médios Ericsson e Zag, do defesa João Pedro e a contratação de Richard Ofori, lateral esquerdo ex-Fafe.

O Futebol Clube de Vizela, a par da equipa do Arouca, foi indicado pela Federação Portuguesa de Futebol para a subida, na próxima temporada, à II Liga Portuguesa de Futebol, depois do Campeonato de Portugal, onde as equipas militavam, ter sido interrompido, devido à pandemia de Covid-19.
À data da suspensão da prova, o Vizela liderava a Série A com 60 pontos (mais oito que o segundo classificado Fafe), enquanto o Arouca estava em 1º lugar na Série B com 58 pontos (mais oito que o Lusitânia de Lourosa).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho