Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Gestão de ‘stress’ para colaboradores autárquicos
Hospital com quatro áreas de “excelência máxima”

Gestão de ‘stress’ para colaboradores autárquicos

Crianças do Agrupamento de Escolas cantaram os Reis

Gestão de ‘stress’ para colaboradores autárquicos

Cávado

2010-04-07 às 06h00

Rui Serapicos Rui Serapicos

Doença da era moderna, a reacção a estímulos súbitos ou ameaçadores — vulgarmente chamada ‘stress’ — foi tema de uma sessão promovida pela Câmara Municipal de Esposende, ontem, na Casa da Juventude, para colaboradores da autarquia.

A Casa da Juventude de Esposende acolheu ontem à tarde uma sessão de gestão do stress, envolvendo colaboradores da autarquia e das empresas municipais Esposende Ambiente e Esposende 2000. A iniciativa inseriu-se na comemoração do Dia Mundial da Saúde — que se assinala hoje.

À sessão, que foi orientada pela psicóloga Isabel Abreu e tutelada pela técnica da autarquia Joana Miranda, compareceram seis funcionárias que principiaram por preencher um questionário.
“Tenta fazer o máximo no menor tempo possível? Fica impaciente ou irritado com demoras ou interrupções? Tem sempre de vencer todos os jogos para se conseguir divertir”, eram as primeiras de vinte questões — a última era “Pensa na sua situação financeira?”.
Segundo uma fórmula, o somatório das respostas finais conduzia a um de três resultados possíveis: “pouco risco”, “risco médio” ou “alto risco”.

Doença da era moderna — resposta a estímulos

Frisando que se tratava de um teste meramente de orientação, a psicóloga Isabel Abreu explicou que, no âmbito do Dia Mundial da Saúde, se entendeu pertinente abordar a questão do stress, “por muitos considerada já a doença da era moderna”.

Adiante, passou-se a uma explicação do stress: resposta do organismo a estímulos que representam circunstâncias súbitas ou ameaçadoras (não é a mesma coisa que nervosismo perante uma situação prevista), tendo ao nível fisiológico expressão na secreção de hormonas — designadamente a adrenalina.

Stress negativo e stress positivo

Isabel Abreu citou Hans Selye, um especialista húngaro sobre estas matérias, que define stress como um conjunto de reacções orgânicas e psíquicas.
O stress é bom ou é mau? — perguntou a psicóloga. Ela mesma deu a resposta: pode haver stress positivo e stress negativo.

O stress positivo quando se traduz numa atitude de concentração tendo em vista um bom desempenho. O negativo quando se trata de ansiedade, com reflexos no plano comportamental — absentismo, postura conflituosa, ou no plano emocional — como por exemplo o distanciamento afectivo.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.