Correio do Minho

Braga,

- +
GD Prado impôs a sua lei a Águias com pouca Graça
Montalegre instala 23 novos gabinetes de saúde oral

GD Prado impôs a sua lei a Águias com pouca Graça

Famalicão mostra-se na BTL

GD Prado impôs a sua lei a Águias com pouca Graça

Desporto

2023-12-10 às 06h00

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Jogo de sentido único. Pradenses fizeram dois golos em cada parte (e deixaram uns quantos por marcar), confirmando o favoritismo que a diferença entre os escalões das equipas fazia supor.

Citação

Não houve Taça em Prado, já que os locais confirmaram o favoritismo e expuseram em campos as largas diferenças que separam as duas equipas. De resto, as divisões em que cada uma compete ajudam a explicar o fosso existentes, com o conjunto da Pró-Nacional a impor a sua lei perante a formação que milita na I Divisão, dois escalões abaixo.
A equipa da casa emprestou desde cedo uma dinâmica interessante ao desafio, dominando por completo, com circulação rápida à procura de criar espaços que foram aparecendo na organização defensiva do Águias da Graça.
Sempre com total iniciativa, os locais foram acumulando ocasiões de periogo, a primeira das quais depois de um grande cruzamento de Lucas, com um desvio de cabeça de João Nuno que passou pouco ao lado do poste.

Num autêntico festival de futebol ofensivo, no qual se percebia, claramente, que o golo seria uma questão de tempo, Ni ainda fez a bola rasar o poste e Bié viu o guardião fazer enorme defesa, antes de Pedro Pereira, também de cabeça, ter respondido de forma certeira a uma boa assistência de Cláudio.
Ele mesmo seria o responsável pelo segundo golo do Prado ainda antes do descanso, mas aí também com o alto patrocínio de Bruno Vieira, guarda-redes do Águias da Graça. Cláudio cruzou de forma tensa, a bola levou a trajectória da baliza e o guardião não teve uma abordagem firme, permitindo o 2-0.

Na segunda parte, o ritmo não abrandou, pelo menos logo após o regresso dos balneários, com o Prado a elevar a contagem, por David, aos 58 minutos, num remate de meia-distância que sofre um desvio e acaba por passar por cima do guarda-redes visitante. Golo, ainda assim, de belo efeito.
Chegou, enfim, o momento para os dois técnicos começarem a mexer nas equipas e, pelo meio, apareceu a melhor combinação da tarde, que resultou no quarto golo. Pela esquerda, Lucas serviu a entrada de Paulinho que, no coração da área, deu corpo à goleada.
Com muitos intérpretes novos em campo a meio da segunda parte, as dinâmicas ressentiram-se, naturalmente e os visitantes puderam, em esforço, chegar mais perto da área contrária, sem nunca terem ameaçado o golo de honra.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho