Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
“Galaicofolia” faz a festa com recriação histórica em Esposende
Cruz Vermelha de Braga precisa de apoios para reabilitar sede

“Galaicofolia” faz a festa com recriação histórica em Esposende

Ignácio convida a fazer boa refeição com muita história

“Galaicofolia” faz a festa com recriação histórica em Esposende

Cávado

2019-07-14 às 16h15

Redacção Redacção

CASTRO DE S. LOURENÇO é o palco de mais uma edição da “Galaicofolia - 2000 anos de festa” que convida para viagem na história de 19 a 21 de Julho.

A gastronomia é o mote para a edição deste ano da "Galaicofolia - 2000 anos de festa" que anima Esposende, de 19 a 21 de Julho, tendo como palco o Castro de S. Lourenço, em Vila Chã.
Uma aula de História para os mais novos e a descoberta de novas abordagens dos factos, para os mais velhos é o que pretende ser a ‘Galaicofolia’, uma iniciativa promovida pelo Município de Esposende, em parceria com a Junta de Freguesia de Vila Chã.
Tendo como cenário o castro da Idade do Ferro sobranceiro à cidade de Esposende, este é um evento que concilia a animação musical e a gastronomia de época, as encenações teatrais que revivem ambiências e recriações históricas que contribuem para divulgar a importância arqueológica do Castro de S. Lourenço.
A edição de 2019 apresenta a gastronomia, enquanto temática principal e, dentro desta, a cerveja e o vinho, bebidas que marcavam os dias de festa destes povos – a cerveja mais conotada com o povo galaico e o vinho mais ligado ao mundo romano.
Para uma melhor interpretação da história local, a organização aconselha a visita ao Centro Interpretativo de S. Lourenço, colhendo aí toda a informação sobre os mais de dois mil anos de povoamento da região.
Nas imediações, o visitante encontra as casas do castro, onde podem ser apreciados alguns momentos da vida dos povos de há dois mil anos, numa verdadeira aula viva de história.
Durante três dias, a “Galaicofolia” volta a dar vida ao Castro de S. Lourenço.
No povoado, pode o visitante observar animais domésticos e aves de rapina, um mercado, participar nos desafios de destreza, ou deixar que os mais pequenos se divirtam no espaço Caturo, descobrindo a história local, através da dramatização de contos e lendas.
Para concluir a visita, o espaço alimentar apresenta algumas iguarias da época, como pão e queimada galaica, feitos no momento.
A organização disponibiliza transportes gratuitos, a partir da cidade de Esposende (na paragem junto ao Mercado Municipal) até ao local do evento e, nas imediações, estarão disponíveis parques de estacionamento, também eles gratuitos.

Deixa o teu comentário

Últimas Cávado

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.