Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Frescura das bandas bracarenses numa Limonada com sete concertos
Goméz falha a terceira jornada

Frescura das bandas bracarenses numa Limonada com sete concertos

Município reclama mais competências na área da Protecção Civil

Frescura das bandas bracarenses  numa Limonada com sete concertos

Braga

2022-06-29 às 06h00

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

Novidade da programação de Verão é o novo Festival Limonada, dando a conhecer a frescura da nova música criada pelas bandas bracarenses. São sete concertos entre os dias 15 e 21 de Agosto.

Citação

É a frescura da sonoridade das novas bandas bracarenses em palco, numa Limonada que é o grande destaque da programação do ‘Ares de Verão’ do mês de Agosto. Trata-se de um ciclo de sete concertos, entre os dias 15 e 21, na Avenida Central, exclusivamente por bandas da cidade, numa iniciativa que visa a promoção dos grupos musicais bracarenses, proporcionando-lhes a oportunidade de se apresentarem aos público num ambiente descontraído, jovem, divertido e urbano.
Nestes dias, poderão ouvir-se os OmieWise (15 de Agosto), Homem em Catarse, (16), Cavalheiro, (17) Imploding Stars, (18) Filipe Palas, (19) Pela Estrada com Elis (20) e Quadra (21).
Será uma viagem que o público poderá fazer a partir do moderno rock progressivo da década de 70 dos Omie Wise, num culto à melancolia e onde cunham a expansão da canção folk à luz de texturas e arranjos característicos dos primórdios do progressivo e psicadélico. Já Homem em Catarse, alter ego do multi-instrumentista Afonso Dorido, revela um espaço intimista onde a música atinge o limite de intensidade e versatilidade.
A música do Cavalheiro assenta num conceito de canção convencional, procurando através do seu carácter identitário contar pequenas narrativas sobre episódios, mais ou menos, banais da vida quotidiana. Mais do que uma música de celebração, ou depressiva, é um registo filtrado de emoções e de sentimentos pousados em cima de uma instrumentação cuidada.
Os Imploding Stars assumem-se no panorama post-rock nacional por um caminho mais melódico, denso e clássico dentro do género e Filipe Palas, no seu mundo disforme, belo e sarcástico, é já o rosto do Rock n’ Roll bracarense.
Pela Estrada com Elis é uma homenagem à maior cantora do Brasil ‘Elis Regina’, aquela que marcou uma geração, com ela nasceu a ecléctica MPB (Música Popular Brasileira). Protagonizado por Alex Liberalli, é um projecto que respira a energia da fusão e do jazz através dos ares do Brasil. Os Quadra exploram melodias abrangentes e diversas sonoridades, desde a calma atmosférica à intensidade do drum&bass e fusão.
Este ciclo de concertos terá uma vertente solidária, com a venda de limonada pelo Instituto D. João Novais e Sousa. Todos os fundos angariados reverterão para o projecto musical desenvolvido pela instituição.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho