Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Folk Monção promete maior afluência de sempre
Theatro Circo com novidades em Agosto

Folk Monção promete maior afluência de sempre

Resinagem na Serra da Cabreira

Folk Monção promete maior afluência de sempre

Alto Minho

2022-06-23 às 13h13

Redacção Redacção

O mundo a dançar realiza-se entre 30 de julho e 7 de agosto. Em Monção, estão previstos três espetáculos, um no Largo da Ponte do Mouro, em Barbeita, 30 de julho, e dois no Campo da Feira, 31 de julho e 7 de agosto.

Citação

Com organização do Grupo Folclórico da Casa do Povo de Barbeita, a 37ª edição do “Folk Monção – O Mundo a Dançar” sobe ao palco entre 30 de julho e 7 de agosto, contando com espetáculos em 8 concelhos do Alto Minho e 2 da Galiza, protagonizados por grupos vindos de Angola, Brasil, Chile, Colômbia, Costa do Marfim, Estados Unidos da América, Indonésia, México, Polónia e Portugal.

A apresentação deste evento multicultural, onde se partilha música, dança, convívio e união entre os povos, teve lugar no Museu Monção & Memórias, ao final da tarde de ontem, com a presença do autarca monçanense, António Barbosa, o diretor do festival, Boaventura Rodrigues, e vários patrocinadores.

Reconhecido pelo CIOFF desde 2006, o “Folk Monção – O Mundo a Dançar”, cuja última edição teve lugar no Parque das Caldas, realiza-se, este ano, por questões de ordem logística e redução de encargos financeiros, no recinto do Campo da Feira, precisamente no local que, durante anos, recebeu a Feira do Alvarinho de Monção.

Impacto na economia local

Referindo que o Folk Monção faz muita falta ao território, mexendo com a economia local e a nossa identidade coletiva, António Barbosa não tem dúvidas que “vamos ter uma afluência enorme” com “organização impecável e rigorosa, como é habitual, e grupos de grande qualidade vindos de quatro continentes”.

“As pessoas estão com saudade dos grandes eventos como o Folk Monção. A presente edição promete espetáculos de nível elevado que, estou certo, vão corresponder às expetativas do público e dos participantes, ajudando a cimentar a dimensão e o prestígio do festival” acentuou.

“Um ato de coragem”

Boaventura Rodrigues abordou as várias dificuldades logísticas e financeiras, como a vinda dos grupos e os valores demasiado altos com a organização, congratulando-se com aquilo que considerou “um ato de coragem”, destinado a proporcionar “momentos de prazer visual e musical a milhares de pessoas da nossa região”.

Lamentando não ter mais grupos do leste europeu, dos melhores na sua opinião, Boaventura Rodrigues deu nota que a fasquia dos espetáculos, bem alta, vai manter-se na presente edição, fruto da dedicação e paixão dos elementos da organização, mas também do apoio das autarquias, do IPDJ, e dos patrocinadores, a quem deixou uma palavra de gratidão por acreditarem e apoiarem este encontro de culturas.

Participantes e voluntários alojados na E.B. 2.3 de Monção

Nos nove dias do “Folk Monção – O Mundo a Dançar”, o concelho recebe três espetáculos, um em Barbeita, no Largo da Ponte do Mouro, e dois em Monção, no Campo da Feira, bem como a receção oficial aos grupos, na Casa do Curro, e o desfile/ateliês de dança pela feira semanal e ruas do centro histórico.

Nestes dias, os elementos dos grupos participantes, cerca de 300, e os voluntários, mais de 100, ficam alojados na EB 2.3 de Monção, em camas individuais colocadas nas salas de aulas. A alimentação (pequeno almoço, almoço e jantar) é assegurada por 18 funcionárias do Município de Monção. Todos os espetáculos são gratuitos, aguardando-se a presença total de mais de 80 mil pessoas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho