Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Festival Era uma vez no mês começou com lotação esgotada
Fernando Pimenta vence prova na China

Festival Era uma vez no mês começou com lotação esgotada

Marcelo Rebelo de Sousa enaltece “reinvenção permanente” dos viticultores das regiões demarcadas dos Vinhos Verdes e Dão

Braga

2018-02-19 às 16h43

Marlene Cerqueira

III Festival de Teatro para a Infância arrancou ontem com lotação esgotada, nas duas sessões levadas à cena no auditório da Escola Sá de Miranda.

O III Festival de Teatro para a Infância arrancou com lotação esgotada. A iniciativa, designada Era uma vez no mês, teve ontem como palco o auditório da Escola Secundária Sá de Miranda, onde se apresentou a companhia Jangada Teatro com a peça O Pedro e o Lobo.
Começamos da melhor maneira, com casa cheia, refere a vereadora da Cultura, Lídia Dias, realçando que este é um festival pensado com muito carinho e muita dedicação pois é para um público muito espacial: as crianças.
Destacando a qualidade das companhias presentes do certame, Lídias Dias realça, em declarações ao Correio do Minho, que este evento não só oferece uma programação de qualidade, como contribui para a formação de públicos.

Com um orçamento superior a 33 mil euros, este festival prossegue a 11 de Março, na Gulbenkian, com No Reino Waka.
Gira Mundo é a peça que o Teatro Quadrilha apresenta a 15 de Abril, na Secundária Alberto Sampaio.
Em Maio, o festival tem por palco o GNRation, onde, no dia 6, a companhia Gira Sol Azul apresenta Pequenos Piratas.
Em Junho, o palco do festival é o Parque de S. João da Ponte, onde nos dias 2 e 3, o Tresperté Circo Teatro leva a cena o espectáculo Oopart - A História de um contratempo.
A 1 de Julho, no Museu dos Biscainhos, a Teatro e Marionetas de Mandrágora apresenta o espectáculo Descobridores.

A mesma companhia, a 26 de Agosto, leva a cena o espectáculo A Floresta, na Estufa do parque S. João da Ponte. A 15 e 16 de Setembro, a Companhia Instável, vem a Braga apresentar Catabrisa, no GNRation.
Música de Bolso sobe a cena a 7 de Outubro, na Gulbenkian, pela Casa da Música.
O Auditório Vita é o palco do mês de Novembro, onde o Teatro do Bolhão leva a cena Fada Oriana.
O festival Era uma vez no mês termina com O Principezinho, pela Jangada Teatro, no renovado Parque de Exposições de Braga, a 2 de Dezembro.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.