Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Festas em honra de Santa Eulália fortalece laços da população de Crespos
Barcelos: Família deve ser o primeiro garante de protecção das crianças

Festas em honra de Santa Eulália fortalece laços da população de Crespos

Ponte de Lima é exemplo na gestão de espaços verdes

Festas em honra de Santa Eulália  fortalece laços da população de Crespos

Braga

2019-08-19 às 06h00

Paula Maia Paula Maia

Com forte presença dos emigrantes, as festividades em honra de Santa Eulália mostram a devoção e fé das gentes de Crespos à sua padroeira. É assim há quatro décadas.

Em Agosto a população de Crespos quase que duplica graças à presença dos emigrantes que nesta altura do ano aqui regressam para rever as suas famílias. É por este motivo que a Festa de Santa Eulália, padroeira da freguesia e tradicionalmente celebrada a 10 de Dezembro, decorre nesta altura do ano. E já lá vão mais de 40 anos.
Além da devoção e fé, as festividades que religiosamente se celebram todos os anos constituem mais um motivo para fortalecer os laços entre a população desta freguesia que participa em força nas várias iniciativas organizadas pela comissão de festas.
Francisco Ferreira conduz a comissão de festas há precisamente 14 anos. “Tive um colega que esteve à frente da comissão 24 anos seguidos. Depois entrei eu, já lá vão 14 anos e praticamente com os mesmos”, refere o dirigente.
A experiência acumulada ao longo de mais de uma década permite a Francisco Ferreira organizar estas festividades sem grandes sobressaltos, até porque toda a comunidade se envolve e apoia as várias iniciativas organizadas para promover a festa. “Tenho já contactos de grupos, de fanfarras”, argumenta o responsável que, apesar da experiência, não desvaloriza o “imenso trabalho” que dá preparar esta festa anual.
“No mês de Julho fazemos um peditório. Também vendemos umas rifas”, continua Francisco Ferreira, justificando que é a população quem contribui para o pagamento das despesas que rondam os 20 mil euros.
A festa, que arrancou na passada sexta-feira, contou com a presença de três grupos musicais que animaram os serões até ao dia de ontem: os ‘Quinta do Grilo’ foram os primeiros a subir ao palco da festa, na sexta-feira; os ‘Factor Jota’ que actuaram sábado os Akisom que encerraram a animação no dia de ontem.
Além da música, nestas festividades não faltaram os petiscos regionais que permitiram o convívio à mesa. Junto ao bar da associação, localizado bem próximo ao palco, foram servidos ao longo dos três dias barriguinhas, frango, costela, codornizes, bacalhau, entre outros. “Tivemos muita gente. Todos os anos é assim, se o tempo permitir”, continua Francisco Ferreira.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.