Correio do Minho

Braga,

- +
Festa da História tem Caminhos de Santiago como referência
Reviravolta no marcador com o carimbo de Paulinho

Festa da História tem Caminhos de Santiago como referência

Plano para a Igualdade pronto até final de 2020

Festa da História tem  Caminhos de Santiago como referência

Cávado

2019-08-18 às 18h27

Redacção Redacção

Às 18 horas de 30 de agosto, o cortejo de boas vindas percorre as ruas do burgo, com leitura do auto de abertura. Estão previstos espetáculos de demonstrações de falcoaria, de artes circenses, teatro e adestramento de novos cavaleiros.

O Município de Esposende, em parceria com a Associação Comercial e Industrial do Concelho de Esposende (ACICE), promove, entre 30 de agosto e 1 de setembro, a “Festa da História: Caminhos de Santiago”, durante a qual serão recriadas passagens históricas associadas às peregrinações a Santiago de Compostela.
Depois de, no ano passado, ter registado uma afluência que rondou as 30 mil pessoas, a ?Festa da História? conduzirá os visitantes por uma viagem ao passado. As ruas e praças da cidade vão acolher as tendas de almocreves, bufarinheiros e mesteirais e muita animação com música e teatro.
Às 18 horas de 30 de agosto, o cortejo de boas vindas percorre as ruas do burgo, com leitura do auto de abertura. Estão previstos espetáculos de demonstrações de falcoaria, de artes circenses, teatro e adestramento de novos cavaleiros. Fazendo jus ao epíteto de ponto obrigatório no Caminho de Santiago da Costa, Esposende promoverá uma recriação da Chegada dos Peregrinos e acolhimento pelos freires da Ordem, incluindo cerimónia do lava Pés.
Os Bobos da Corte de Afonso V deambularão pelas tabernas e os músicos da Corte animarão os peregrinos e os forasteiros. Sábado, dia 31, realiza-se uma procissão noturna, em honra dos pescadores, peregrinos e suas famílias, entoando-se cânticos religiosos, em devoção a Nossa Senhora dos Navegantes.
“Peças e Peripécias de um bando de marinheiros perdidos em terra” abre a programação do último dia, com as ruas a receberem a animação itinerante de ?Os Druidas?, enquanto mestres de falcoeiros aplicam-se nos treinos da caça com os seus mais nobres exemplares.
O teatro prossegue com ?Tudo por uma donzela? e “A fuga?, havendo espaço para o espetáculo de artes circenses ?Amorus Bobus?. O encerramento, pelas 23 horas, contará com a presença de todos os grupos e associações participantes.
A cerimónia de abertura oficial da Festa da História é na sexta-feira, às 18 horas, encerrando às 24 horas; sábado, abre às 12 horas e encerra às 00h30 horas de domingo; e domingo abre às 11 horas e encerra às 23 horas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.