Correio do Minho

Braga,

- +
Favoritismo gilista confirmado em Condeixa com cinco golos
Ponte de Lima: Explosão na Escola Superior Agrária feriu duas funcionárias da cantina

Favoritismo gilista confirmado em Condeixa com cinco golos

APLOG reuniu responsáveis empresariais e políticos

Favoritismo gilista confirmado em Condeixa com cinco golos

Desporto

2021-10-18 às 06h00

Carlos Costinha Sousa Carlos Costinha Sousa

Gil Vicente confirmou as suas credenciais ao conquistar uma vitória tranquila, e expressiva, em casa do Condeixa, que se bateu bem, mas não demonstrou ter argumentos para incomodar os galos.

Um triunfo que já era esperado, conquistado de forma clara e até relativamente fácil. O Gil Vicente garantiu o apuramento para a quarta eliminatória da Taça de Portugal ao conquistar uma vitória expressiva, com cinco golos marcados e zero sofridos, em casa do Clube Condeixa, equipa que disputa o Campeonato de Portugal.
Os galos eram claramente favoritos para a partida de ontem e, mesmo com Ricardo Soares a promover várias alterações no onze habitualmente titular, dando oportunidade a jogadores que têm jogado menos, estes fizeram pela vida, não facilitaram, quiseram mostrar serviço e construíram um resultado que permitiu encarar a partida de forma tranquila e sem sobressaltos.

Apesar da entrega, o Condeixa somou um conjunto de erros fatais e, depois, a maior valia técnica do Gil Vicente contribuiu para o resultado final desnivelado. O Condeixa ainda tentou aproveitar a Taça de Portugal para mostrar serviço e começou o jogo irreverente, com Evaristus a animar a plateia com arrancadas na esquerda.
Mas a diferença de andamento rapidamente se revelou. Aos 12 minutos, numa das primeiras falhas do Condeixa, o guarda-redes Vítor Nogueira colocou a bola nos pés de Matheus Bueno e, na insistência, Boubacar fez o primeiro golo com um remate de pé esquerdo e um ressalto pelo meio antes de entrar na baliza.
O Condeixa esboçou uma reacção e, aos 25 minutos, Diogo Silva até evitou o empate, num cabeceamento de Tiago Crachat, após uma saída imperfeita de Andrew. Mas Gil Vicente retomou o controlo das operações e foi explorando a permeabilidade do Condeixa.

Aos 38 minutos, um bom trabalho individual de Boubacar redundou no 2-0, com um remate cruzado ao ângulo superior.
Procurando reentrar na luta pela eliminatória, o Condeixa lançou Abbas para o ataque e empurrou o Gil Vicente para a sua área, no início da segunda parte.
Mas o Gil Vicente mostrou-se novamente letal: em dois minutos, aos 73 e 74, Diogo Silva fez o 3-0 na recarga após erro de Vítor Nogueira e, depois, Samuel Lino rematou rasteiro para o 4-0. Já nos descontos, Samuel Lino fez o 5-0 final.

Ricardo Soares: “Tornámos o jogo fácil”

No final da partida, o treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, mostrava-se muito satisfeito com o resultado garantido, que permite o apuramento para mais uma ronda da Taça de Portugal, mas acima de tudo afirmava estar muito contente com a resposta dada pelos seus jogadores, que tornaram fácil um jogo que poderia ser difícil.
“Este é o tipo de jogos que por vezes se pode tornar difícil, quando não é encarado com a seriedade que merece. Fomos muito sérios e comprometidos. Os jogadores fizeram novamente um trabalho fantástico. Respeitámos o Condeixa, a nossa profissão e a competição em que estamos inseridos. Temos objectivos claros e bem definidos na Taça de Portugal. Transformámos algo que se podia tornar difícil, num jogo fácil”, considerou o técnico, para logo lembrar o que tinha afirmado na antevisão da partida: “Tinha dito na antevisão do jogo que ia meter em campo os jogadores que eu entendia que estavam preparados para atingir o objectivo, que era passar a eliminatória. Claro que se as coisas não corressem bem, estaria aqui para dar a cara. Mas tinha a certeza que as coisas iam correr bem, se tivéssemos a atitude que era preciso. Esta era a equipa que estava mais bem preparada para ir a jogo”.
Resultado final com vitória folgada para o Gil Vicente e um treinador muito satisfeito e orgulhoso pelo trabalho do plantel: “Tenho vindo a dizer que tenho orgulho muito grande neste conjunto de jogadores que compõem este plantel. É um conjunto com grande carácter, honra e profissionalismo e isso torna tudo mais fácil para o treinador. Hoje [ontem] foi mais do que evidente a minha confiança neles e eles demonstraram o porquê de eu ter tomado a decisão de os colocar em campo”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho