Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Famalicão é o centro nevrálgico da arte circense contemporânea
Município de Esposende reabilita ribeiras do litoral

Famalicão é o centro nevrálgico da arte circense contemporânea

APPACDM à espera de verbas europeias para realizar obras de requalificação

Vale do Ave

2018-02-24 às 06h00

Paula Maia

Instituto Nacional de Artes e do Circo, instalado no Lago Discount, encontrou em Famalicão as condições ideias para germinar, enriquecendo o ecossistema cultural do concelho e colocando-o na rota internacional da criação da arte circense.

O roteiro pela Inovação de Vila Nova de Famalicão colocou ontem os seus holofotes sobre um projecto inovador que posicionou definitivamente o concelho na rota internacional da criação da arte circense. No Instituto Nacional de Artes e do Circo (INAC), instalado no Lago Discount, em Ribeirão, desde 2016, três dezenas de alunos de todo o mundo estão a frequentar o curso profissional ministrado por esta escola, a única instalada no Norte do país. Este é apenas uma das múltiplas facetas do trabalho do INAC que tem como principal missão formar artistas, capazes de uma abordagem pluridisciplinar que assegure o surgi- mento e a afirmação das novas estéticas.

Razões mais do que suficientes, de acordo com o presidente da Câmara de Vila Nova de Famalicão, para a autarquia ter acarinhado e dado guarida ao projecto. Cada vez mais a arte circense há-de passar por Famalicão e há-de passar pelo INAC, afirmou Paulo Cunha numa visita à escola, justificando que o conceito de residência artística somado à escola, a coabitação perfeita entre o profissional e o estudante, fará com que cada vez mais profissionais queiram passar por cá numa óptica de multiculturalidade.
O autarca famalicense mostrou o seu regozijo pelo facto dos mentores do INAC terem escolhido o concelho para sediar a escola, considerando que Famalicão ganhou mais uma importante manifestação cultural, enriquecendo o seu ecossistema cultural que conta já com projectos de grande relevância como o Festival Vaudeville Rendez-Vous Circo Contemporâneo, entre outros.

Queremos potenciar todos os eventos e manifestações culturais não só na óptica recreativa e formativa, mas também na óptica profissional, disse Paulo Cunha, reforçando a convicção de que o conceito de indústria não está ligado só ao que é clássico e convencional. A Cultura há-se ser cada vez uma ferramenta ao serviço da criação de riqueza, do produtividade e da empregabilidade, continua Paulo Cunha.

Assente na necessidade de formar artistas e criar o seu próprio espaço em Portugal, o INAC surgiu em 2015 na Maia, mas foi em Famalicão que encontrou terreno fértil para germinar. Conta com um corpo docente com formação em artes circenses. Conta com alunos de dez nacionalidades distintas que frequentam o Curso Profissional de Circo, de dois anos. Mas, o INAC tem outras vertentes direccionadas a quem quer ter aulas regulares de circo (para todas as idades);?residências artísticas para artistas e companhias profissionais e um projecto de inclusão social onde trabalha com crianças portadoras de multideficiência do concelho. Estamos a criar uma parceria com a Academia Contemporânea para abrir uma formação de nível 4, com equivalência o 10.º, 11.º e 12.º anos, avança Bruno?Machado, um dos membros da direcção do INAC.

A escola tem ainda em curso o processo europeu de certificação, recebendo em breve a visita da Federação das Escolas de Circo que garantirá a certificação aos alunos.
O projecto integra ainda uma plataforma artística dirigida por uma companhia que se dedica à criação artística, servindo também de suporte para os alunos que terminam o seu percurso formativo e não têm capacidade para criar a sua companhia.

Deixa o teu comentário

Últimas Vale do Ave

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.