Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Famalicão acolhe o primeiro hotel assistencial do país
Oposição critica Agere por não reduzir tarifas

Famalicão acolhe o primeiro hotel assistencial do país

Festa de Carnaval de Famalicão de olhos postos na sustentabilidade ambiental

Famalicão acolhe o primeiro hotel assistencial do país

Economia

2019-12-14 às 06h00

Miguel Viana Miguel Viana

Denominada ‘Campus de Fiães Assisted Living Hotel’ a nova unidade vai ficar instalada na freguesia de Gondifelos e representa um investimento de cerca de três milhões de euros.

A freguesia de Gondifelos vai acolher, em 2022 ou início de 2023, o primeiro hotel assistencial do país. Denominado de ‘Campus de Fiães Assited Living Hotel’, o projecto foi ontem apresentado e representa um investimento de três milhões de euros.
O empreendimento foi considerado por Paulo Cunha, presidente da Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão, como “um investimento importante para o concelho porque representa o aparecimento de uma resposta diferenciadora na área da hotelaria e do bem-estar. Os territórios atractivos são aqueles que conseguem responder às múltiplas necessidades dos cidadãos e este projecto vem preencher um espaço na área do turismo assistencial que nos vai diferenciar”.

O novo hotel assistencial, cuja construção deverá iniciar-se em 2020, vai ocupar uma área de aproximadamente 33 mil metros quadrados. Será composto por um edifício principal, e 10 casas modulares “totalmente equipadas e integradas no conceito sustentável desenvolvido pela arquitetura e engenharias”, real- çou Tiago Lima, um dos promotores do empreendimento.
As instalações albergam ainda receção, restaurante, bar, piscina, ginásio, espaços de apoio clínico (gabinetes médicos, enfermagem, fisioterapia, psicologia entre outras especialidades médicas), bem como uma unidade de internamento, direcionado aos familiares dos cuidadores informais, destinada para receber estadias temporárias centradas em programas intensivos de avaliação e reabilitação.

A directora clínica Susana Dias, destacou que “ao criarmos o hotel pretendemos proporcionar um espaço onde as pessoas estejam protegidas 24 horas por dia com toda a assistência médica e todos os cuidados necessárias”.
Além da prestação de cuidados de saúde, o novo equipamento pretende também contribuir para o desenvolvimento do concelho, Foi, por essa razão, inserido no Roteiro pela Inovação, promovido pela Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão. “O projecto em si tem uma dimensão pioneira. É o primeiro projecto do género em Portugal e proporciona uma resposta permanente à comunidade. Qualquer que seja o tipo de utente/ /cliente que venha a frequentar este espaço, seja do concelho ou não, isso é uma resposta que valoriza o concelho de Vila Nova de Famalicão”, destacou Paulo Cunha. O novo hotel assistencial prevê a criação de cerca de 30 novos postos de trabalho.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.