Correio do Minho

Braga,

- +
Famalicenses com mais de dois mil lugares de estacionamento gratuito na cidade  
Viana do Castelo avança com “Reabilitação e Refuncionalização da Praça Viana” por 3,7 milhões de euros

Famalicenses com mais de dois mil lugares de estacionamento gratuito na cidade  

Barcelos Bus gratuito em dezembro

Famalicenses com mais de dois mil lugares de estacionamento gratuito na cidade  

Vale do Ave

2020-10-21 às 21h21

Redacção Redacção

Os efeitos esperados são a melhoria da qualidade de vida das populações residentes, uma maior atratividade da cidade, reforço da rede pedonal e ciclável complementada com o uso de transportes públicos, melhoria ambiental e qualificação dos espaços de utilização pública.

Na sequência do arranque das obras de requalificação do Centro Urbano de Famalicão, que tornou inativo, durante o período de obras, dois parques de estacionamento em Famalicão – o Parque pago D. Maria II e o parque livre Mouzinho de Albuquerque (antigo campo da feira) – e na sequência da apreensão pública que surgiu na comunidade, a Câmara Municipal de Vila Nova de Famalicão lembra as alternativas existentes em Famalicão ao nível do estacionamento público.
 
Parques Grátis
 
Parque do Campo da Feira – 800 lugares (exceto à quarta-feira)
Parque da Devesa junto à Central de Camionagem – 347 lugares
Parque da Casa das Artes – 108 lugares
Parque Estádio Municipal (Rua S. Julião) – 50 lugares
Parque da Estação – 70 lugares (gratuito para detentores de titulo de transporte público)
 
Para além destes, os famalicenses podem estacionar nos parques de estacionamento do Jumbo e do E-Leclerc, que disponibilizam largas centenas de estacionamento público nas entradas Norte e Este da cidade.
 
Parque Pagos   
 
Parque Cónego Joaquim Fernandes (Paços do Concelho) – 239 lugares
Parque Sagres (Parque da Juventude) – 150
 
A intervenção em curso vai durar cerca de um ano, abrangendo o quarteirão urbano localizado entre as praças D. Maria II e Mouzinho de Albuquerque e ruas adjacentes, dotando-as de mais e melhores zonas sociais e simultaneamente mais espaços para peões e para os modos de transporte suaves.
 
Os efeitos esperados são a melhoria da qualidade de vida das populações residentes, uma maior atratividade da cidade, reforço da rede pedonal e ciclável complementada com o uso de transportes públicos, melhoria ambiental e qualificação dos espaços de utilização pública.
 
A obra tem comparticipação do Norte 2020, através do programa FEDER - Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho