Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Fé chama fiéis à Igreja de S. Sebastião
Filme que é “carta de amor” a Braga tem antestreia no Fantasporto

Fé chama fiéis à Igreja de S. Sebastião

Aprovada Declaração de Utilidade Pública de terreno na Meadela para construção de Unidade de Saúde Familiar

Fé chama fiéis à Igreja de S. Sebastião

Cávado

2020-01-20 às 10h25

Miguel Viana Miguel Viana

Centenas de pessoas aproveitaram a Feira dos Vinte para visitar a Igreja de S. Sebastião em Prado. A maior parte fez a visita por fé e devoção. Eucaristia dedicada ao santo está marcada para a manhã de hoje.

Centenas de pessoas são esperadas hoje na Eucaristia em honra de S. Sebastião, que decorre, pelas 11 horas, na igreja dedicada ao santo no centro da vila de Prado.
O templo esteve ontem de portas abertas, no âmbito da Feira dos Vinte, muitos foram os que aproveitaram para visitar o santo. Questões de fé, tradição familiar ou simples curiosidade, foram as razões mais apontadas pelos visitantes. “Sou devoto deste santo e sentimo-nos bem quando fazemos uma visita ao santo. Vimos aqui dizer: obrigado meu Deus por estarmos aqui hoje”, disse Eduardo Pereira, que aproveitou para pedir a S. Sebastião “mais saúde para todos”.

Uma senhora, que não se quis identificar, justificou a visita com o facto de ser “devota deste santo e venho visitá-lo para pedir mais saúde para mim e para os meus”.
Opinião idêntica teve Paulo Lopes, residente em Barcelos que ontem visitou a igreja de S. Sebastião pela primeira vez fora do dia dedicado ao santo. “Os meus avós eram devotos e eu também sou. Sempre que posso venho cá. Este ano o dia de S. Sebastião calha a uma segunda-feira [hoje] e como não posso vir cá, venho hoje [ontem].”
O devoto assumiu, ainda assim, que não fez “nenhum pedido especial” ao santo, “só saúde e bem estar”.

António Gonçalves assumiu ser especial devoto de S. Sebastião e que sempre que pode visita a igreja dedicada ao santo em Prado.
“Sou muito devoto deste santo e enquanto Deus me de forças hei-de cá vir sempre. Estive emigrado muitos anos e cheguei a vir cá por esta altura do ano só para poder visitar S. Sebastião. Ajudou-me muito na minha saúde e espero que continue a ajudar, a mim e a todos”, disse António Gonçalves.
S. Sebastião foi um mártir da Igreja Católica. Nascido em Narvonne (França) no século III, foi militar do exército do imperador romano Diocleciano, chegando a ser comandante da sua guarda pessoal. Cristão assumido, tinha por costume visitar os cristãos encarcerados pelos exércitos romanos. Foi denunciado ao imperador, que tentou fazer com que abandonasse o Cristianismo. Foi morto por espancamento no ano de 287.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.