Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Experiências passam por jardins de Guimarães, Celorico, Cabeceiras e Ponte de Lima
Municípios minhotos dão palco à música luso-galaica

Experiências passam por jardins de Guimarães, Celorico, Cabeceiras e Ponte de Lima

Viana do Castelo assinala 763 anos do Foral Afonsino com homenagem a funcionários municipais com 40 anos de serviço

Experiências passam por jardins de Guimarães, Celorico, Cabeceiras e Ponte de Lima

Braga

2021-05-13 às 06h00

Marta Amaral Caldeira Marta Amaral Caldeira

Entre os 12 ’packs’ turísticos ‘Garden Experiences’ incluem-se visitas a vários jardins da região minhota, do Baixo ao Alto Minho, nomeadamente com passagens por Guimarães, Celorico de Basto, Cabeceiras de Basto e em Ponte de Lima.

Há vários outros jardins históricos da região do Minho integrados em ‘packs’ turísticos diversos, com passagem por espaços de encanto desde o Parque da Penha de Guimarães ao Museu dos Terceiros de Ponte de Lima. O objectivo é só um: potenciar turisticamente os jardins portugueses, que são ‘uma peça’ do património paisagístico português que urge ajudar a preservar, indica a Associação dos Jardins Históricos de Portugal (AJHP).
“Trata-se de um novo produto turístico que inclui alojamento, restauração com outras experiências associadas”, frisou Manuel Sousa, arquitecto especialista em jardins históricos que integra a AJHP, a propósito do lançamento da nova oferta turística, nesta primeira fase, centrada no Norte e Centro de Portugal.
“O objectivo é através dos jardins históricos criar desenvolvimento económico e queremos, em simultâneo, que os proprietários dos jardins históricos consigam tirar benefícios para que os possam preservar, tendo em conta que há muitos jardins que estão maltratados porque os seus proprietários também não têm recursos para os manter”, assegurou o responsável, acrescentando que este projecto é para crescer no futuro com mais experiências por todo o país e ilhas da Madeira e dos Açores.
Por terras minhotas, há várias experiências turísticas para tirar partido. No ‘pack’ ‘Verdes Jardins, Verdes Vinhos’, a aventura inicia na ‘Quinta da Aveleda’, em Penafiel, mas termina com deleite numa passagem pelos jardins da ‘Casa da Penha’, no Monte da Penha próxima do Santuário de Nossa Senhora da Penha, e da ‘Casa de Margaride’, em Guimarães, com prova de vinhos incluída.
Os ‘Jardins de Basto’, por terras de Basto, estão incluídos noutro ‘pack’, cuja experiência começa na ‘Quinta de Prado’ e ‘Casa de Campo’, em Celorico de Basto, terminando com uma visita ao renovado Mosteiro de São Miguel de Refojos, em Cabeceiras de Basto.
E pelo Alto Minho, há um ‘pack’ especial, intitulado ‘Ribeira Lima (Paço de Calheiros ou Paço de Vitorino’. Em Ponte de Lima a experiência inclui uma visita guiada ao Mosteiro de Refóios do Lima, as visitas aos Jardins dos Paços de Calheiros e de Vitorino e à ribeira Lima sugere-se, ainda, a passagem pelo Museu dos Terceiros, Jardim dos Simples, Alameda dos Plátanos e uma visita guiada aos jardins da Casa de Nossa Senhora d’Aurora.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho