Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Estrada de Travassós a Godinhaços em obras
Eça sentou-se à mesa com muita alma

Estrada de Travassós a Godinhaços em obras

Entrada à Guerreiro já valeu 4 milhões de euros na conta

Estrada de Travassós a Godinhaços em obras

Cávado

2020-09-23 às 12h23

Redacção Redacção

Remodelação da via insere-se num plano que abrange várias estradas municipais, num valor de 3,5 milhões de euros.

A Estrada Municipal 532-2, entre as freguesias de Travassós e Godinhaços está a ser reabilitada. A via está a ser alvo de trabalhos de alargamento, de instalação de infraestruturas de saneamento básico e de abastecimento de água e de repavimentação.
As obras inserem-se num plano municipal de repavimentação, que inclui também as estradas municipais EM 531-2 (Coucieiro - Atães); EM 566 (Ponte Nova, da Loureira - Lage); Rua das Vinhas (Vila Verde - Turiz); Rua 25 de Abril (Vila Verde - Barbudo) ; CM 1179 (Parada de Gatim - Freiriz); CM 1167 (Freiriz - Escariz); EM 537 (Pico Regalados - Gomide); ruas Eng. Adelino Amaro da Costa e Dr. António. Ribeiro Guimarães (Vila Verde) e Rua Bouça Penedo – Cervães.
As obras vão custar cerca de 3 milhões e 500 mil euros.

No entender de António Vilela, presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, estas obras significam uma “aposta na requalificação da rede viária que tinha sido intervencionada e rasgada com as obras de instalação das infraestruturas de saneamento básico e de outros serviços como o gás natural. Os vários milhões de euros que vão ser investidos em estradas, caminhos e ruas representam um importante contributo para a melhoria das condições de vida dos vilaverdenses.”

Preço da água mantém-se

Os preços das tarifas de água, saneamento e resíduos vão manter-se inalterados em 2021. A decisão foi tomada ontem em reunião de câmara e visa proteger as famílias e instituições durante o período da pandemia do Covid-19. A autarquia vilaverdense tenciona também manter a isenção do pagamento de tarifas de ligação e execução dos ramais de água e saneamento às famílias cujo rendimentos mensal por pessoa seja inferior a metade do salário mínimo nacional.
O vereador do Ambiente e Actividades Económicas, Patrício Araújo, referiu que “o município de Vila Verde não pode deixar de se mostrar sensível aos sérios problemas sociais e económicos que a pandemia está a provocar e que, tenderão a acentuar-se.”

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho