Correio do Minho

Braga,

- +
Este é o dia de lutar contra a história
Serviços Municipalizados de Viana do Castelo mantêm tarifas dos resíduos sólidos urbanos em 2021

Este é o dia de lutar contra a história

Câmara cede espaço para sede da Delegação de Guimarães da Ordem de Advogados

Este é o dia de lutar contra a história

Desporto

2020-10-29 às 07h30

Ricardo Anselmo Ricardo Anselmo

Arsenalistas nunca venceram equipas ucranianas nas competições europeias e, frente ao adversário desta tarde, têm contas a ajustar pelo afastamento da Liga Europa, há duas épocas. Triunfo pode deixar apuramento muito bem encaminhado.

Não se trata de uma vingança, nem Carlos Carvalhal quer a equipa demasiado presa a esse desígnio de confronto, mas o que é certo é que, quando pisar o relvado do Slavutych-Arena, em Zaporizhzhya, o Sporting Clube de Braga terá pela frente a missão de contrariar o historial de confrontos com equipas ucranianas, que indica que, em dez jogos, os guerreiros do Minho ainda não conseguiram somar qualquer triunfo, registando, até ao momento, quatro empates e seis derrotas, com sete golos marcados e 21 sofridos. Um dos empates, com o D. Kiev, teve sabor a vitória, já que, depois de uma igualdade a um golo na Ucrânia, o SC Braga saiu com um nulo do jogo da segunda mão e garantiu a passagem às meias-finais da Liga Europa, em 2010/11, conseguindo nessa época chegar à final de Dublin.
Ainda assim, mais recentemente, em 2018/19, o adversário de hoje, o Zorya, funcionou como uma espécie de ‘carrasco’ dos arsenalistas, que na 3.ª pré-eliminatória de acesso à fase de grupos conseguiram uma igualdade na primeira mão, na Ucrânia, e no jogo de Braga consentiram um empate a dois golos, que favoreceu o Zorya pelo número de golos marcados fora.
Se do lado do Sporting Clube de Braga ainda resistem, dessa partida, nomes como Matheus, Bruno Viana, Sequeira, Esgaio, Fransérgio e Ricardo Horta (Raul Silva também jogou mas não será titular hoje), no Zorya pouqíssimas ou nenhumas referências há, no balneário, dessa eliminatória histórica para o emblema do leste europeu.
Em caso de triunfo esta noite, o SC Braga consegue, não só, alterar o curso da história como também conseguir um passo significativo no que ao apuramento para a próxima fase diz respeito, pelo menos no que à questão dos dois primeiros diz respeito - isto, se no outro jogo o Leicester vencer na casa do AEK Atenas.
Vencendo, os guerreiros do Minho passam a somar seis pontos e, caso se verifique a tal derrota dos gregos no outro duelo -, portugueses e ingleses distanciam-se da concorrência, totalizando seis pontos, contra zero dos restantes. E, para a semana, há um escaldante Leicester-SC Braga, no King Power Stadium.
O jogo de mais logo principia às 17.55 horas (19.55h na Ucrânia) e disputa-se em Zaporizhzhya, cidade que acolhe o Zorya e que dista cerca de 400 quilómetros da localidade original do clube, Luhansk, que vive uma guerra civil com a vizinha Donetsk, que dura há quatro anos.
Giorgi Kruashvili, o árbitro do encontro, vai dirigir pela primeira vez um jogo do SC Braga.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho