Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Estatísticas confirmam ímpeto empreendedor de Famalicão
Encontros “Viana abordo” querem fomentar inovação e empreendedorismo em Viana do Castelo

Estatísticas confirmam ímpeto empreendedor de Famalicão

Município de Esposende promove formação desportiva integral

Economia

2018-11-17 às 06h00

Redacção

DADOS DO INE mostram que nos primeiros meses do ano foram criadas 309 empresas em Vila Nova de Famalicão, uma média de 34 por mês. Em contraponto fecharam 110 empresas.

Os mais recentes dados revelados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmam a tendência de crescimento do ímpeto empreendedor de Vila Nova de Famalicão. Os números referentes aos primeiros nove meses deste ano mostram que o saldo positivo é de 199 novas empresas criadas no concelho (nasceram 309 e fecharam 110), numa média de 34 por mês.
Em comunicado, o município famalicense realça que os dados do INE permitem perceber que o comércio por grosso e a retalho, as indústrias transformadoras, a construção e as actividades imobiliárias são os sectores de actividade que têm melhor performance, com um total de 148 empresas ganhas entre Janeiro e Setembro de 2018.
No comércio foram criadas 81 e dissolvidas 29 e nas indústrias transformadoras foram geradas 39 e extintas 19. Já na construção surgiram 35 novas empresas, contra as 15 que desapareceram, e nas actividades imobiliárias foram criadas 32 e dissolvidas seis.
“Para estes números contribui a atitude de proximidade que a Câmara Municipal, através do Famalicão Made IN, vem cultivando junto das empresas. Empresários e empreendedores sentem que têm no Município um parceiro para o desenvolvimento dos seus negócios. Este apoio traduz-se na concessão de incentivos e num acompanhamento permanente, em paralelo com a resolução de procedimentos burocráticos e de outros problemas”, refere a mesma fonte.
Acresce que o Espaço Empresa, em funcionamento desde Maio deste ano, nas instalações do Famalicão Made IN, veio reforçar esse estímulo à criação de novos negócios, tendo registado até ao momento cerca de sete dezenas de atendimentos.
O Espaço Empresa resulta de um protocolo assinado entre a autarquia, o IAPMEI - Agência para a Competitividade e Inovação, a AMA - Agência para a Modernização Administrativa e a AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.