Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
Espírito de Natal trouxe luz e cor a Barcelos
Projecto Educativo Local aponta estratégia para as escolas do concelho

Espírito de Natal trouxe luz e cor a Barcelos

“O futuro faz-se na cidade de Braga”

Espírito de Natal trouxe luz e cor a Barcelos

Cávado

2022-12-02 às 06h00

Libânia Pereira Libânia Pereira

A época natalícia arrancou ontem em Barcelos com a ligação da iluminação em diversas ruas e praças. A abertura do Mercado de Natal e a inauguração de exposições e presépios marcou também o momento que envolveu toda a cidade.

Citação

A magia do Natal envolveu ontem a cidade de Barcelos. O arranque oficial da época natalícia aconteceu ao final da tarde com a ligação da iluminação de Natal, que inundou a cidade de luz e cor. Para o presidente da Câmara Municipal de Barcelos, Mário Constantino, esta é “uma época de esperança, compaixão, tolerância e solidariedade”, sendo em simultâneo um período favorável para o comércio local e para o artesanato barcelense.
“O que pretendemos é que o espírito de Natal prevaleça sobre todos os sentimentos negativos, frustrações ou pequenas complicações que possam existir. Esta é uma quadra que nos convida a renovar a esperança, a termos compaixão, tolerância, e desperta em nós o espírito de solidariedade e de apoio a todos aqueles que nos rodeiam”, referiu Mário Constantino.

No total cerca de 58 ruas, praças e outros espaços da cidade ficaram iluminados, proporcionando um ambiente acolhedor aos barcelenses e a todos quantos visitam a cidade, nesta quadra festiva.
Além dos tradicionais motivos natalícios espalhados pela cidade, este ano destacam-se a árvore de Natal de 25 metros no Largo da Porta Nova e a árvore de 15 metros junto à Igreja Matriz. Novidade é também um túnel luminoso de 50 metros com espectáculos multimédia, na Avenida da Liberdade, e a introdução de várias iluminações alusivas ao Caminho de Santiago, bem como alguns motivos de Natal em 3D, nas principais praças da cidade.
No dia de ontem foi também inaugurado o Mercado de Natal, no Largo Dr. José Novais, uma exposição colectiva de presépios, na Torre Medieval, e ainda o ‘Presépio a 7 Artes’, na Sala Gótica dos Paços do Concelho, uma criação colectiva de mais de quatro dezenas de artesãos barcelenses, de múltiplas produções e gerações.

O presidente do município, realçou que toda esta dinâmica foi criada com o intuito de “envolver todos os barcelenses na magia de Natal. A aposta neste tipo de iniciativas como a iluminação, o Mercado de Natal, e as exposições alusivas à época ajuda a criar um ambiente de paz, serenidade, reflexão interior, mas também de alegria nos momentos que vivemos”.

Em simultâneo, é dado “um estímulo ao comércio e ao artesanato de Barcelos. Somos Cidade Criativa da UNESCO e temos de exaltar o que de melhor temos. Temos uma arte popular notável e queremos através destas iniciativas divulgar ainda mais esta nossa característica, esta nossa arte popular”, frisou o presidente.
Em Barcelos, os encargos com a iluminação de Natal rondam os 150 000 euros, e este ano, dando cumprimento ao plano de poupança de energia 2022-2023, a iluminação decorativa do Natal só vai estar ligada no período entre as 18 horas e as 24 horas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho