Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Esposende: Projecto ajuda a adaptar às alterações climáticas
Vizela: Lançamento de 'Curtas Poéticas 2018'

Esposende: Projecto ajuda a adaptar às alterações climáticas

Presidente Marcelo inaugura Centro Português do Surrealismo em Famalicão

Cávado

2018-01-13 às 11h20

Redacção

Projecto intermunicipal, sob a coordenação da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado, foi apresentado ontem em Esposende.

Projecto intermunicipal, sob a coordenação da Comunidade Intermunicipal (CIM) do Cávado, foi apresentado ontem em Esposende. Pretende-se envolver a comunidade local e todas as entidades com intervenção no nosso território, por forma a desenvolver uma estratégia que per- mita despoletar a implementação de acções visando a minimização dos efeitos das alterações climáticas, acções essas susceptíveis de virem a ser candidatadas a programas e financiamentos, esclareceu Alexandra Roe- ger, vice-presidente da Câmara Municipal de Esposende.

A reunião de trabalho teve como objectivo contribuir para a preparação de uma estratégia concertada de adaptação às alterações climáticas no território da NUT III Cávado. Além de autarcas e técnicos municipais, participaram também elementos das áreas da Protecção Civil e Socorro, Saúde, Turismo, Economia e de Organizações Não Governamentais da Área do Ambiente.
Estas reuniões concelhias seguem-se à aprovação da candidatura submetida pela CIM Cávado, denominada Estratégia Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas no território da NUTS III Cávado. Durante as reuniões em curso nos seis concelhos que integram esta estrutura (Amares, Braga, Barcelos, Esposende, Terras de Bouro e Vila Verde), os técnicos apuram informação e conhecimento tendente a consolidar e desenvolver bases científicas e técnicas sólidas. O objectivo último assenta na redução da vulnerabilidade da região e no aumento da capacidade de resposta.

Em Esposende, foram relevadas as diferenças do território, nomeadamente a dicotomia litoral-interior, com todas as especificidades que caraterizam o concelho. Divididos em grupos setoriais, os participantes debateram os seguintes temas: agricultura, florestas e biodiversi-dade, turismo e economia, energia e transportes, governação, saúde e segurança, recursos hídricos e zonas costeiras e ordenamento do território. No final, o conhecimento será partilhado com os agentes sociais, suscitando a maior participação possível e será incentivada a adopção das medidas nos processos de planeamento e decisão de agentes locais e regionais.

Deixa o teu comentário

Últimas Cávado

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.