Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Esposende evocou assinatura do Armistício
José Manuel Fernandes pede apoio rápido da UE a Moçambique

Esposende evocou assinatura do Armistício

Executivo Municipal de Ponte de Lima visita Freguesia da Facha

Cávado

2018-11-13 às 13h47

Redacção

O Centenário da Primeira Grande Guerra foi assinalado pelo Município de Esposende, com uma largada de pombos e uma exposição.

O Município de Esposende encerrou ontem as comemorações do centenário da Primeira Grande Guerra que ocorreu entre 1914 e 1918. Precisamente, cem anos após a assinatura do Armistício que ditou o calar das armas, assistiu-se, pelas 11 horas, a uma largada de pombos, junto ao Museu Marítimo, antecedendo a abertura da exposição ‘Memórias do Armistício’.
A evocação do Armistício decorreu no Auditório Municipal, com a exibição do documentário ‘Lutaram como Diabos’ e um recital de canto e poesia ‘In memorium da Grande Guerra’, com Carla Caramujo e poetas concelhios. A encerrar as cerimónias foi celebrada uma missa de Te Deum, pelo fim da Guerra, na qual participou o arcebispo primaz, D. Jorge Ortiga.

Para o presidente da Câmara Municipal de Esposende, Benjamim Pereira, a razão pela qual o Município decidiu evocar a Primeira Grande Guerra prende-se com a “necessidade de relembrar os momentos de terror e de dor, consciencializando a todos, para evitar situações semelhantes no futuro”.
O autarca esposendense, Benjamim Pereira, enquadrou, ainda, a homenagem “a todos os esposendenses que lutaram nas trincheiras”, enaltecendo o feito heroico daqueles que “morreram pela pátria”.

O programa evocativo do Centenário da Primeira Grande Guerra iniciou-se em 2014, tendo o Município de Esposende promovido, ao longo de quatro anos, as exposições ‘Esposende nas Trincheiras’ e ‘Novas da Guerra, Autores e Narrativas’, as conferências ‘O Mar de Esposende na I Grande Guerra’ e ‘Esposende e a I Grande Guerra: Os homens e os acontecimentos’, um percurso evocativo da Primeira Grande Guerra em Esposende; e no centenário da Batalha de La Lys foram visitados os Talhões dos Combatentes da Grande Guerra, nos cemitérios de Marinhas, Esposende e Fão.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.