Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Esposende aposta numa melhor e mais eficiente gestão dos resíduos
Ponte de Lima implementa tarifa social de  pagamento de água e saneamento para famílias carenciadas

Esposende aposta numa melhor e mais eficiente gestão dos resíduos

Hospital de Braga desmente necessidade de bens alimentares para os profissionais

Esposende aposta numa melhor e mais eficiente gestão dos resíduos

Cávado

2020-11-29 às 21h24

Redacção Redacção

A iniciativa aconteceu no âmbito da Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, que decorreu entre os dias 21 e 29 de novembro e que este ano tem como tema central os “Resíduos Invisíveis”. O objetivo passa por alertar para a grande quantidade de resíduos gerados durante o processo de fabrico dos mais diversos objetos do quotidiano, tornando esses resíduos visíveis para que cada cidadão tome consciência da sua pegada ecológica e possa toma decisões informadas sobre a forma como consume.

Tendo como objetivo promover uma melhor e mais eficiente gestão dos resíduos urbanos produzidos no concelho, o Município e a empresa municipal Esposende Ambiente disponibilizaram ecopontos domésticos às Instituições Particulares de Solidariedade Social concelhias, com as valências AAAF (Atividades de Apoio e Animação às Famílias) e CATL (Centro de Atividades de Tempos Livres), para colocação voluntária de resíduos recicláveis produzidos nas respetivas salas.

A iniciativa aconteceu no âmbito da Semana Europeia de Prevenção de Resíduos, que decorreu entre os dias 21 e 29 de novembro e que este ano tem como tema central os “Resíduos Invisíveis”. O objetivo passa por alertar para a grande quantidade de resíduos gerados durante o processo de fabrico dos mais diversos objetos do quotidiano, tornando esses resíduos visíveis para que cada cidadão tome consciência da sua pegada ecológica e possa toma decisões informadas sobre a forma como consume.

Já com o apoio da Resulima – Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, SA e de modo a incentivar a separação seletiva de resíduos junto da comunidade educativa, foram entregues ecobags aos estabelecimentos de educação e ensino, de modo a dotar as salas de aulas de dispositivos para colocação voluntária de resíduos recicláveis. Com esta medida, alunos e professores podem mais facilmente separar e encaminhar para reciclagem os resíduos produzidos em contexto de sala de aula.

Todos podem e devem contribuir para diminuir a produção excessiva de resíduos, sobretudo os invisíveis, dando, por exemplo, preferência aos produtos recarregáveis ou reutilizáveis ou uma nova utilidade aos objetos que já não utiliza, optando por alugar e partilhar produtos e, claro, separar os resíduos passíveis de serem valorizados através da reciclagem.

Estas ações têm subjacente o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da Agenda 2030, nomeadamente no que se refere a Educação de Qualidade (ODS 4), Cidades e Comunidades Sustentáveis (ODS 11), Consumo e Produção Sustentáveis (ODS 12) e Parcerias para a Implementação dos Objetivos de Sustentabilidade (ODS 17).

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho