Correio do Minho

Braga, sexta-feira

- +
‘Espaços Âncora’ ajudam idosos em casa
Artur Jorge: “Luta intensa para tentar recuperar o terceiro lugar”

‘Espaços Âncora’ ajudam idosos em casa

Ricardo Horta e Paulinho à porta do Top 5 de melhores marcadores

‘Espaços Âncora’ ajudam idosos em casa

Cávado

2020-05-21 às 10h14

Patrícia Sousa Patrícia Sousa

Equipa multidisciplinar do Município de Esposende está a implementar o projecto ‘Espaços Âncora’ junto dos mais velhos do concelho. Pretende-se uma “abordagem holística e personalizada”, melhorando a qualidade de vida e segurança em casa.

Reduzir o isolamento social dos mais velhos e promover a melhoria da qualidade de vida no domicílio e em segurança é o objectivo do projecto ‘Espaços Âncora’, que está a ser implementado por uma equipa multidisciplinar do Município de Esposende.
Denominado ‘Você fica em casa e fica bem’, este projecto assenta numa “abordagem holística e personalizada, contemplando as dimensões sociais, ocupacionais e psicológicas, numa intervenção técnica e especializada”, como explica o município em comunicado.

Ao longo destes últimos meses, resultado do trabalho em parceria, “têm sido desenvolvidos esforços para encontrar as respostas aos grandes desafios que esta pandemia coloca, nomeadamente na intervenção junto de pessoas idosas, em situação de vulnerabilidade social e/ou económica, que por força das medidas de contingência, vivenciam situações de exclusão social ainda mais acentuadas”, justifica ainda o município no mesmo documento, referindo que “as incertezas provocadas pela Covid-19, os riscos de contaminação e a obrigação de isolamento social podem agravar ou gerar problemas ao nível da saúde mental, o que, inevitavelmente, se traduz também em impactos ao nível da sua saúde física”.

Por esta razão, e com foco na “intervenção específica e especializada” com a população idosa, o Município de Esposende decidiu avançar para este patamar de intervenção.
Este projecto piloto “revela-se fundamental a colaboração de todos os esposendenses na identificação de casos de isolamento de idosos que possam ser envolvidos neste projecto, para que seja alcançado um maior número de pessoas com necessidade de acompanhamento”, apela.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho