Correio do Minho

Braga,

- +
Espaço diferente no centro da cidade com oferta diversificada para os clientes do APOSTAKI
“Colheita de 2020? Os apreciadores de vinho verde vão ser surpreendidos”

Espaço diferente no centro da cidade com oferta diversificada para os clientes do APOSTAKI

Candidatura aprovada dá continuidade ao projecto Jovens ao Leme - E8G

Espaço diferente no centro da cidade  com oferta diversificada para os clientes do APOSTAKI

Economia

2021-02-10 às 10h14

Redacção Redacção

Situado na Praça Conde de Agrolongo, o APOSTAKI vende jornais e revistas, jogos sociais, tem serviço de payshop e de entrega e recebimento de encomendas. O APOSTAKI “especializou-se” ainda na venda de charutos.

Um espaço diferente do tradicional quiosque de rua, o quiosque/papelaria APOSTAKI, situado na Praça Conde de Agro- longo, em pleno centro da cidade, oferece todo o conforto aos clientes. Para além de vender jornais e revistas, bem como jogos sociais, o APOSTAKI tem serviços de payshop e de entrega e recebimento de encomendas e uma oferta diversificada de gifts. Mas há mais. Este espaço “especializou-se” na venda de charutos.
O proprietário do APOSTAKI, que também tem negócios na área da pastelaria, sempre sonhou ter um espaço comercial no centro da cidade. Assim foi. “Há cerca de três anos andava a dar uma volta de carro e ao passar aqui vi que a loja se arrendava”, contou Eduardo Soares, ao microfone da rádio Antena Minho, revelando que hoje já tem mais três espaços, em Merelim, também no concelho de Braga, em Vila Verde e outro em Barcelos.

Como é mediador da Santa Casa, Eduardo Soares decidiu criar o nome APOSTAKI. “Temos um espaço associado ao jogo, mas a nossa loja é diferente ao nível de conforto para o cliente e permite oferecer determinados serviços que os quiosques de rua não conseguem”, explicou o proprietário, garantindo que ali oferece um serviço e produtos diferentes aos clientes.
Na loja não faltam ofertas. Para além da tradicional venda de jornais, revistas e jogos sociais, o APOSTAKI tem serviços de payshop e de encomenda e de recebimento.
“Trabalhamos muito bem com os Transportes Urbanos de Braga, para carregamentos de telemóvel, para pagamento de facturas e ainda temos uma panóplia de gifts que permite presentear um familiar ou um amigo”, contou Eduardo Soares, assegurando que tem “uma gama diferente que permite oferecer um presente a preços acessíveis”.

Entretanto, continuou o proprietário a contar ao microfone da rádio Antena Minho, quando abriu o espaço decidiu especializar-se na venda de charutos. “Temos uma gama muito diversificada e conseguimos fazer en- comendas e satisfazer os clientes, porque há muitos amantes de charutos”, revelou.
Habituado a ter a loja com clientes e muitos turistas, estes tempos não têm sido fáceis. “Agora as coisas estão mais calmas, a pandemia veio dar uma volta ao negócio, mas está a ser para toda a gente. Nota-se claramente a diferença do antes e do agora”, lamentou o proprietário, mostrando-se optimista quando ao futuro.
“Temos é que nos preparar para o que vem a seguir e para o futuro”, apelou Eduardo Soares, mantendo a “esperança” que, por altura da Páscoa, já alguma normalidade.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho