Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Escritora Ana Maria Magalhães cativou alunos de Gualtar
Santa Casa de Vila Verde celebra dia do Pai em todas as valências

Escritora Ana Maria Magalhães cativou alunos de Gualtar

Candidaturas ao grande Prémio de Literatura dst até dia 29

Ensino

2014-03-18 às 10h34

Redacção

Os alunos de Gualtar são grandes ‘adeptos’ das aventuras escritas por Ana Maria Magalhães. No encontro com os alunos a escritora foi surpreendida com dramatizações de um livro seu.

A escritora Ana Maria Magalhães, uma das autoras dos famosos livros de ‘Aventuras’, esteve ontem de manhã de visita à EB 2,3 e EB1 de Gualtar, onde foi recebida por alunos do 5.º e do 4.º ano de escolaridade, que tinham uma mão cheia de perguntas para lhe fazer, mas também algumas surpresas, como dramatizações da obra ‘Uma Aventura na Quinta das Lágrimas’ - a obra que este ano os alunos estudam mais aprofundadamente.

Os alunos de Gualtar deixaram também algumas ideias à escritora, sugerindo-lhe que, por exemplo, escrevesse uma obra tendo como cenário o Bom Jesus de Braga - uma ideia que agradou a Ana Maria Magalhães, que, na conversa com os mais novos, contou alguns episódios da sua vida, indicando que escreveu a sua primeira história aos nove anos e o primeiro livro aos 36. “Na minha opinião, nós só podemos ser profissionalmente aquilo para que temos mais jeito. No meu caso foi ser professora e escritora”.

Apontando para a importância da leitura, a escritora das ‘Aventuras’ incentivou os alunos a ler livros que lhes agradem. “Só lendo muitos livros é que se pode descobrir aquele que nos abrirá a porta mágica da leitura”.
Fátima Sá, uma das professoras que participa na organização desta semana da leitura, a par de Luísa Gonçalves, garantiu que os alunos gostam muito deste contacto com os escritores e estes encontros acabam por motivá-los também.

“Além de um maior conhecimento que a leitura proporciona, ela ajuda também a uma maior abertura de horizontes para o mundo contemporâneo e passado, além de alargar o vocabulário e ajudar a ultrapassar os erros ortográficos”.

José Carlos Dias, professor bibliotecário da EB 2,3 de Gualtar, garantiu que a biblioteca escolar é um dos locais favoritos dos alunos. “Cerca de 180 alunos passam pela biblioteca diariamente não só para ler ou requisitar livros para levar para casa, mas este é também um espaço aprazível para estudar ou aceder às novas tecnologias”.

“Nós estimulamos muito os nossos alunos a ler, mesmo que seja através dos seus smartphones, tablets ou computadores. O que importa é ler, a forma como se lê é secundária”. Aproveitou para assinalar a importância da criação da Rede de Bibliotecas Escolares de Braga - vendo-a como uma “mais-valia”.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.