Correio do Minho

Braga, terça-feira

- +
Escritor vimaranense lança dez livros de uma só vez
Utentes desesperam com filas para aceder aos serviços de Registo

Escritor vimaranense lança dez livros de uma só vez

Malhada de feijão animou Loureira

Escritor vimaranense lança dez livros de uma só vez

Vale do Ave

2010-11-24 às 06h00

Redacção Redacção

Pedro Chagas Freitas, escritor premiado e natural de Guimarães, lança, no próximo sábado às 18h00, dez livros de uma só vez.

A maioria são romances. Mas também há teatro, crónica e poesia. O espaço ‘Fiéis ao Bar do Rio’, no Cais do Sodré, em Lisboa, vai acolher, às 18h00 do dia 27 de Novembro, uma apresentação especial: Pedro Chagas Freitas, premiado autor vimaranense, vai lançar dez obras literárias, dos mais variados géneros, de uma só vez.

Eis os títulos: ‘A Pele do Medo’, romance; ‘As Incongruências da Sorte’, romance; ‘Porque Ris Sabendo que Vais Morrer’, romance; ‘Gotas de Dor’, romance; ‘Espasmos de Pânico’, teatro; ‘Espasmos d’Alma’, poesia; ‘Só os Feios é Que São Fiéis’, crónicas; ‘Chãos Pisados, dicionário filosófico; ‘Separação de Males’, narrativas e aforismos; e ‘Envelhenescer’, romance.
O escritor, de 31 anos e já com cinco obras de diversos géneros publicadas antes deste lançamento, explica a sua opção.

Possível nova série de lançamentos: 40 em pousio

“Decidi lançar assim tantos de uma só vez por duas razões muito simples: em primeiro lugar porque tenho dezenas de livros meus impressos em casa e precisava de ganhar espaço - desta forma dez deles já podem ir para o lixo; e em segundo lugar porque não sou fã, de todo, de apresentações de livros - pelo que, desta forma, ‘arrumo’ dez apresentações numa só”, explica, entre um sorriso e outro, aproveitando para adiantar que este será, provavelmente, o princípio de uma rotina pessoal.

“O meu ritmo de produção é bastante superior ao meu ritmo de publicação. Tenho mais de 40 obras em pousio, isto é, à espera de ser publicadas - já para não falar nas obras que, por eu entender que não reúnem qualidade para isso, opto por não publicar.
Por isso, e pelas razões que já expus, é natural que dentro de um ano, ou até antes, volte a lançar mais uma série de obras de uma vez”, defende, não deixando de recusar a ideia de que, ao lançar assim tantos livros em simultâneo, estará a desvalorizar cada uma delas. “Não, de todo. Não sou um escritor comercial.

Não tenho a pretensão de escrever best-sellers. Tenho noção, e a critica tem-no demonstrado, de que a minha escrita é, talvez, demasiado densa para isso. Estas obras são, todas, filhas de mim e dessa minha voz - que felizmente já é reconhecida por alguns milhares de pessoas. Não é por lançar muitos livros de uma vez que cada um deles vai deixar de ser o filho único que, para mim, é.”

Com apresentação a cargo de Alberta Marques Fernandes, Paula Castelar, Maya e Carlos Alberto Moniz e prefácios assinados por nomes como os jornalistas Paulo Catarro e Ana Cristina Pereira e o escritor Paulo Kellerman. 

Prefácios de Maya e Paulo Catarro

As dez obras, com selo da Sinapis Editores, são de vários géneros e são prefaciadas, algumas delas, por nomes conhecidos da área da escrita, como o escritor Paulo Kellerman e a jornalista e escritora Ana Cristina Pereira - e também de outras áreas, como é o caso de Maya e do jornalista Paulo Catarro, da RTP.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.