Correio do Minho

Braga, sábado

- +
Escolas reforçadas com 75 funcionários
Antiga carruagem do funicular de Santa Luzia alvo de reabilitação

Escolas reforçadas com 75 funcionários

Entrada à Guerreiro já valeu 4 milhões de euros na conta

Escolas reforçadas com 75 funcionários

Braga

2020-09-26 às 06h00

Redacção Redacção

Município de Braga investiu 700 mil euros na aquisição de equipamento informático para os vários agrupamentos de escolas do concelho.

O Município de Braga investiu cerca de 700 mil euros na aquisição de dois mil equipamentos informáticos para as escolas e para apoio aos alunos mais carenciados do concelho. O anúncio foi feito por Ricardo Rio, presidente da Câmara Municipal de Braga, durante um encontro com os directores de agrupamentos de escolas que serviu para avaliar o arranque do ano lectivo. Nesta reunião, o autarca adiantou ainda que as escolas serão reforçadas no imediato com mais 75 funcionários.
Relativamente aos equipamentos informáticos e ao acesso à internet, Ricardo Rio lembrou que, em Maio, o Município de Braga procurou responder às necessidades sentidas pelas escolas e pelos alunos. “Foi por isso que desencadeámos um procedimento de contratação de cerca de dois mil equipamentos informáticos que já estão disponíveis e serão disponibilizados às escolas para reforço do equipamento ou para serem cedidos a título de empréstimo aos alunos mais carenciados e que não disponham desse tipo de material, caso o ensino à distância volte a ser adoptado”, explicou.
Ricardo Rio sublinhou que este não se trata de um projecto financiado, visto que o Governo apenas deixou uma comparticipação residual para as Comunidade Intermunicipais para esta iniciativa, o que levou a um investimento financeiro substancial por parte do município na aquisição destes equipamentos. “Ao mesmo tempo, o Governo diz estar a adquirir equipamentos para apoio aos alunos carenciados. Aguardamos com expectativa a data em que esses equipamentos chegarão às escolas”, lamentou.
Esta reunião serviu para fazer um ponto de situação do arranque do ano lectivo e para identificar imprevistos resultantes do actual contexto de pandemia, nomeadamente a falta recursos humanos relacionada com baixas médicas e com possíveis casos de infecção.
Em paralelo, este encontro serviu também para dar nota das várias intervenções que estão a ser executadas, cujo investimento ascende a 10 milhões de euros. “Desde os grandes projectos até às obras de média intervenção, este investimento visa dotar o parque escolar de melhores condições. No entanto, também articulamos com os agrupamentos e com cada uma das escolas os meios para acorrer à necessidade de gestão dos espaços e de promover o distanciamento dos alunos durante este tempo de pandemia”, concluiu.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho