Correio do Minho

Braga, segunda-feira

Escolas devem investir na promoção da cidadania europeia
Videomapping junta milhares no 103.º aniversário do Theatro Circo

Escolas devem investir na promoção da cidadania europeia

Um Conto Policial junta mortes e suspense

Entrevistas

2018-01-22 às 06h00

Redacção

Coordenadora do Clube Europeu da Escola Camilo Castelo Branco defende mais informação e debate sobre a realidade europeia nos estabelecimentos de ensino.

A escola pode ser uma grande promotora da cidadania europeia e contribuir para a redução da taxa de abstenção na próxima eleição para o Parlamento Europeu, em Maio de 2019, defendeu a professora Elisa Costa, responsável pelo Clube Europeu da Escola Secundária Camilo Castelo Branco, de Vila Nova de Famalicão, na última edição do programa Da Europa para o Minho,
Aquela docente e os alunos Paulo Figueiredo e Francisca Silva foram convidados do eurodeputado José Manuel Fernandes em mais um programa semanal da Rádio Antena Minho, moderado pelo jornalista Paulo Monteiro, dedicado à actualidade europeia.

Elisa Santos entende que a escola pode se um grande promotor da consciencialização para a Europa, salientando que o programa Escola Embaixadora do Parlamento Europeu no qual a Camilo Castelo Branco está a participar, tem como principal objectivo combater a abstenção em 2019.
Nessa altura, Paulo Figueiredo, um dos alunos que integra o Clube Europeu da Escola Camilo Castelo Branco votará pela primeira vez. Aos microfones da Rádio Antena Minho, o jovem famalicense considerou que é muito importante votar, porque este é um direito sem o qual perdemos voz para alterar as coisas.
Adiantou que tem de partir dos eleitores a capacidade de investigar sobre os candidatos e sobre o que eles pensam.

Paulo Figueiredo afirma que as associações de estudantes podem desempenhar também um papel de consciencialização da cidadania europeia, contribuindo assim para estimular a participação dos jovens nas próximas eleições para o Parlamento Europeu.
Os alunos do Clube Europeu da Escola Camilo Castelo Branco visitam em Abril a sede do Parlamento Europeu em Estrasburgo, um marco nas nossas vidas, na opinião de Francisca Silva.
A aluna entende que os jovens já se sentem mais participativos e interessados na pesquisa de informação sobre a União Europeia com a concretização do projecto Escola Embaixadora do Parlamento Europeu.
Perceber como é que a União Europeia funciona e como é que interfere na nossa vida é a principal vantagem que Francisca Silva vê da sua participação no Clube Europeu da sua escola, projecto que obriga os estudantes a serem originais e trabalhadores.

O Clube Europeu da Escola Camilo Castelo Branco foi integrado o ano passado na Rede Nacional de Clubes Europeus, mas o trabalho de educação para a cidadania já se desenvolve há vários anos naquele estabelecimento de ensino do concelho de Vila Nova de Famalicão, referiu a professora Elisa Costa.
A docente confessou-se preocupada com o elevado desconhecimento que existe na população portuguesa sobre as instituições europeias e os processos de decisão na União Europeia.
Uma das razões para esse fenómeno será, na opinião de Elisa Costa, o início tardio da educação para a cidadania europeia, algo que poderia ser combatido com maior envolvimento dos centes e com maior autonomia das direcções escolares para a flexibilização de horários lectivas que permita a disseminação de projectos como os clubes europeus. O eurodeputado José Manuel Fernandes apelou a um maior mobilização das escolas nas candidaturas a programas da União Europeia, lembrando, mais uma vez, que as políticas nacionais de juventude são financiadas, em grande parte, por fundos comunitários.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.