Correio do Minho

Braga, quinta-feira

Escola Rodoviária: cem mil alunos em dez anos
Câmara Municipal apoia certificação dos bordados de S. Miguel da Carreira

Escola Rodoviária: cem mil alunos em dez anos

Abel Ferreira: “Se é para isto, tirem o VAR deixem-nos errar à vontade”

Braga

2011-02-15 às 06h00

Marlene Cerqueira

A festejar dez anos de actividade, pela Escola de Educação Rodoviária de Braga já passaram cem mil crianças, referiu ontem o presidente da câmara, Mesquita Machado.

Inaugurada a 16 de Fevereiro de 2001, pela Escola de Educação Rodoviária do Município de Braga já passaram cem mil crianças, a maioria alunos de escolas do ensino básico do concelho.
Tutelado pelo pelouro da Educação, este equipamento municipal teve ontem direito à festa de aniversário, este ano marcada pelo lançamento do novo livro de Pedro Seromenho, precisamente sobre segurança rodoviária.

A presidir à festa, Mesquita Machado sustentou que “é preciso dizer STOP à sinistralidade rodoviária” e destacou o papel que a Escola de Educação Rodoviária de Braga tem tido na sensibilização e educação das camadas mais jovens da população, mas não só. O presidente da câmara lembrou que as crianças são também óptimos agentes na educação de adultos e na escola são incentivados a recordar aos pais regras de trânsito e de segurança que podem estar um pouco esquecidas.

Dirigindo-se directamente aos alunos da Escola EB1 de São Lázaro, que participaram na festa de aniversário, o presidente da câmara lançou um desafio: “Vamos todos construir uma sociedade melhor sem acidentes de automóvel. Que o automóvel sirva para passearmos, para nos deslocarmos para o trabalho, para ir para casa... mas nunca para causar desgostos”.

As escolas do concelho que o desejem podem levar os alunos à Escola de Educação Rodoviária de Braga, basta para o efeito contactar o pelouro da Educação. O transporte das crianças é garantido pelo município.

O Município de Braga colabora também na Campanha Estrada com Vida, promovida pelo Governo Civil de Braga. À segunda-feira, a Escola de Educação Rodoviária está reservada para os alunos do 5.º ano das escolas do distrito que são abrangidas pela iniciativa do Governo Civil de Braga.
Em dia de festa, não podia faltar o bolo de aniversário e na hora de cantar os ‘Parabéns’, o presidente da câmara contou com as vozes afinadas dos alunos da EB1 de São Lázaro que se deliciaram com o bolo.

Como é tradição, o bolo foi oferecido pelo Pingo Doce Braga Parque, tendo o presidente da câmara aproveitado para agradecer a colaboração que este espaço comercial tem dado, não só à Escola Rodoviária, mas também à Quinta Pedagógica. “O Pingo Doce Braga Parque tem sido um bom mecenas e é um exemplo a seguir por outras empresas”, rematou Mesquita Machado.

‘Prenda’ foi novo livro de Pedro Seromenho

A passagem deste 10.º aniversário da Escola de Educação Rodoviária de Braga fica marcada pelo lançamento do novo livro do autor Pedro Seromenho. Intitulado ‘Porque é que os animais não conduzem?’, este livro é o primeiro publicado pela nova editora bracarense ‘Paleta de Letras’.

O livro ‘Porque é que os animais não conduzem?’ foi considerado por Mesquita Machado, como “a melhor prenda para a Escola de Educação Rodoviária pelos seus 10 anos”. O presidente da câmara considerou ainda que esta obra vai permitir reforçar, junto do público infanto-juvenil o trabalho que a Escola Rodoviária desenvolve.

O autor ofereceu um livro, autografado e com uma pequena ilustração feita na hora, a cada uma das crianças presentes nesta festa de aniversário da Escola de Educação Rodoviária.
Numa apresentação pensada especificamente para as crianças, Pedro Seromenho levantou um bocadinho do véu sobre o conteúdo deste livro, que nesta primeira edição conta com uma tiragem de seis mil exemplares.

Em ‘Porque é que os animais não conduzem?’, o autor utiliza exemplos de comportamentos habituais dos animais para mostrar “como as regras e os sinais de trânsito são importantes para a segurança de todos”, regras que os animais não conseguem cumprir, como é o caso do touro que não pode parar porque se enfurece quando vê o sinal vermelho.

Pedro Seromenho realçou que este livro marca “o lançamento de uma nova editora infantil, que promete dar cartas a nível nacional”, a ‘Paleta de Letras’, vocacionada exclusivamente para a literatura infanto-juvenil.
Pedro Seromenho revelou que a ‘Paleta de Letras’ está já a trabalhar num novo projecto, uma colecção de quatro livros sobre reciclagem.

A publicação do conto vencedor do Prémio Matilde Rosa Araújo 2010, chamado ‘O Consertador de Búzios Calados’, de Mário Alves, é outro objectivo desta nova editora bracarense que se afirma de dimensão nacional.

Seromenho avança agora para sessões de apresentação do seu novo livro, por todo o país. O autor tem prevista a passagem por escolas de Braga: 22 deste mês está na EB1 de Dume; 16 de Março na EB2,3 de Cabreiros; e 18 de Março, no Colégio Sete Fontes. Ainda a 18 de Março, às 21 horas, a obra é apresentada no Mosteiro de Tibães.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.