Correio do Minho

Braga, quinta-feira

- +
Escola de Medicina aposta na formação e inovação
Frescura das bandas bracarenses numa Limonada com sete concertos

Escola de Medicina aposta na formação e inovação

Resinagem na Serra da Cabreira

Escola de Medicina aposta na formação e inovação

Ensino

2022-06-23 às 09h00

Miguel Viana Miguel Viana

JORGE CORREIA-PINTO tomou posse como presidente da Escola de Medicina da Universidade do Minho.

Citação

“Médicos e cientistas devem olhar para a Escola de Medicina como um local interessante para ampliar a sua autonomia profissional. Temos que ganhar esse respeito e essa capacidade”. O desjo foi manifestado por Jorge Correia-Pinto, que ontem tomou posse como presidente da Escola de Medicina da Universidade do Minho (UMinho).
O sucessor de Nuno Sousa, explicou que a formação e a inovação vão ser as grandes apostas da direcção eleita para o triénio 2022-2025. “Queremos manter as condições para uma formação sólida, em termos médicos, e fazer uma diferenciação pós-graduada de qualidade, que permita a todos aqueles que a realizam na nossa escola sejam valorizados e úteis à sociedade. Para cumprimento desta missão há também a componente de investigação na qual a escola tem investido, e que vamos ampliar o impacto, em sintonia com o ensino”, explicou Jorge Correia Pinto. Os constrangimentos financeiros resultantes do orçamento da UMinho são encarados como um desafio, mas o presidente da Escola de Medicina assumiu o compromisso de “encontrar financiamento para a prossecução dos nossos objectivos, Temos uma carteira de financiamento muito significativa mas somos pró-activos para encontrar as melhores soluções” prometeu Jorge Correia-Pinto.
O reitor da UMinho, Rui Vieira de Castro, destacou que a Escola de Mediciana da UMinho é um projecto sólido e “capaz de ultrapassar as dificuldades conjunturais. Sempre fomos capazes de encontrar soluções. Naturalmente a chegada de um novo presidente arrasta olhares novos, preocupações novas, que se inscrevem no reforço continuado da escola”.
Rui Vieira de Castro elencou as várias dificuldades vividas pela UMinho relacionadas com o sub-financiamento da instituição.
Jorge Correia-Pinto tem como vice-presidentes António Sa- do (pelouro da Investigação), Cristina Nogueira-Silva (pelouro do Ensino) e Patrício Costa (pelouro de Gestão e Planeamento).
Jorge Correia-Pinto é professor catedrático na Escola de Medicina da UMinho , director do Instituto de Investigação em Ciências da Vida e da Saúde da UMinho ) e ainda director e cofundador do Serviço de Cirurgia Pediátrica do Hospital de Braga. É licenciado e doutorado em Medicina pela Universidade do Porto, tendo passado pelo Centro Hospitalar de São João. Já proferiu cerca de 300 conferências em diversos países e publicou mais de 200 artigos científicos sobre cirurgia, pediatria, biologia celular e molecular.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho