Correio do Minho

Braga, segunda-feira

- +
Escola de Design no centro de Barcelos deverá ser uma realidade em 2021
Escola de Agra ‘vira’ Centro de Convívio e Lazer

Escola de Design no centro de Barcelos deverá ser uma realidade em 2021

Pedro Silva e Vinício reforçam RP Boavista

Escola de Design no centro de Barcelos deverá ser uma realidade em 2021

Ensino

2019-10-10 às 06h00

Paula Maia Paula Maia

Notícia do lançamento do concurso chegou no dia em que o Instituto Politécnico do Cávado e do Ave inaugurou uma exposição de Maria Keil que assinala os 25 anos do politécnico. Esta é uma prenda há muito ansiada pela comunidade académica.

Foi publicada ontem em Diário da República o lançamento do concurso público para a obra da Escola de Design do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave que vai ficar instalada na antiga escola primária Gonçalo Pereira, localizada em frente ao Campo da Feira. A notícia chegou precisamente no dia em que o IPCA, em parceria com o Município de Barcelos, inauguraram uma exposição de obras inéditas de Maria Keil, iniciativa apadrinhada pelo ministra da Cultura e que assinala os 25 anos do politécnico.
“Estamos a falar de um projecto que ronda um milhão de euros, embora o financiamento seja inferior, e que está inserido no PEDUR”, avançou Armandina Saleiro, vice-presidente da Câmara Municipal Barcelos que estava visivelmente satisfeita com notícia.

O prazo de execução da obra é de dois anos, pelo que a instalação definitiva da Escola de Design no centro da cidade deverá ser uma realidade no final de 2021, caso não haja percalços no processo. Recorde-se que este é já o segundo concurso lançado para a recuperação do edifício da antiga escola, depois do primeiro não ter recolhido nenhuma proposta.
“Esta é uma excelente prenda. Para o município é também uma forma muito interessante de se poder associar aos 25 anos do IPCA”, continuou Armandina Saleiro, acrescentando que a inauguração da exposição com obras inéditas de Maria Keil, na Galeria Municipal de Arte de Barcelos “é uma forma muito boa de selarmos a parceria com o IPCA nestas comemorações”.

Maria José Fernandes, presidente do IPCA, mostrou também a sua satisfação pela abertura deste concurso numa data simbólica para o instituto. “É uma notícia muito importante para o IPCA e para Barcelos porque concretiza um dos nossos grandes objectivos que é trazer o IPCA para o centro da cidade, através da Escola de Design. Não temos dúvidas de que estando no centro vamos conseguir potenciar muito mais esta ligação e, sobretudo, esta componente cultural”, avança a dirigente.

Maria José Fernandes explicou a escolha de trazer a Barcelos o espólio inédito de um dos nomes mais emblemáticos da História da Arte Contemporânea Portuguesa para assinalar os 25 anos do IPCA. “A missão do IPCA assenta, sobretudo, na sua ligação com a comunidade, a partilha de conhecimento, o desenvolvimento de competências, a cultura. Entendemos que, no âmbito destas comemorações, era importante realizarmos alguma actividade que trouxesse a cidade e a comunidade académica à galeria”, diz a dirigente.

Conhecedora e admiradora da obra de Maria Keil, a ministra da Cultura veio a Barcelos inaugurar uma mostra que reúne obras inéditas da artista e, desta forma, comungar das comemorações dos 25 anos do IPCA.
Graça Fonseca destacou o perfil multifacetado de Maria Keil enquanto artista que além de pintora foi também ilustradora de livros infantis, decoradora de interiores, designer gráfica, ceramista, relançando também a azulejaria. Maria Keil foi a primeira artista a dar cor às primeiras estações de metro em Lisboa através de painéis de azulejo. O seu marido, o arquitecto Francisco Keil do Amaral, era o responsável pelo projecto das estações.
‘O Processo Criativo de Maria Keil’ é o tema desta exposição que estará patente até 17 de Novembro e que abarca o percurso criativo de Maria Keil, com a apresentação de inéditos do seu espólio pessoal, de acordo com a organização.
A ministra da Cultura sublinhou também a necessidade das entidades públicas, em conjunto com as famílias dos artistas, de preservar o espólio e legado cultural para o usufruto das gerações futuras.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.