Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Escola de Ciências da UMinho cativa alunos para a Química
ED Viana organiza 3.º Duatlo

Escola de Ciências da UMinho cativa alunos para a Química

O Deserto de Medeia agita consciências para crime de filicídio

Ensino

2017-03-12 às 06h00

José Paulo Silva

Beatriz Lisboa, Marco Oliveira e Francisco Rodrigues, alunos do Externato Delfim Ferreira, venceram ontem as ‘Olimpíadas de Química Mais’, competição pela primeira vez organizada pelo Departamento de Química da Universidade do Minho, em colaboração com a Sociedade Portuguesa de Química. A equipa vencedora ganhou acesso à fase nacional das ‘Olimpíadas de Química Mais’, agendada para Maio, em Aveiro.

Beatriz Lisboa, Marco Oliveira e Francisco Rodrigues, alunos do Externato Delfim Ferreira, venceram ontem as ‘Olimpíadas de Química Mais’, competição pela primeira vez organizada pelo Departamento de Química da Universidade do Minho, em colaboração com a Sociedade Portuguesa de Química. A equipa vencedora ganhou acesso à fase nacional das ‘Olimpíadas de Química Mais’, agendada para Maio, em Aveiro.

Na prova realizada este sábado na Escola de Ciências da Universidade do Minho participaram 14 equipas de alunos do ensino secundário.
Diogo Araújo, João Alves e Rui Ferreira, da Escola Secundária Francisco de Holanda, foram os segundos classificados, tendo o terceiro lugar sido atribuído à equipa constituída por Filipa Oliveira, Maria João Oliveira e Ana Beatriz Machado, também do Externato Delfim Ferreira, estabelecimento de ensino sedeado em Riba d’Ave, concelho de Vila Nova de Famalicão.

“Estas iniciativas são espectaculares porque vão para além do conhecimento que é adquirido nas escolas”, afirmou Marco Oliveira, estudante que, tal como Beatriz Lisboa, arrecadou em 2015 a medalha de ouro nas Olimpíadas da Química dirigidas a alunos do ensino básico.
Ao Correio do Minho, Marco Oliveira sublinhou que estas competições estimulam a aprendizagem de conteúdos de Química “bastante mais aprofundados” que os exigidos nas avaliações escolares.

As ‘Olímpiadas da Química Mais’ visam dinamizar o estudo e ensino desta disciplina nas escolas secundárias, cativar o interesse dos alunos do 10.º e 11.º anos de escolaridade, despertando vocações para carreiras científico-tecnológicas e, ainda, aproximar as escolas secundárias e as universidades.
Os três vencedores da prova de ontem antevêem o prosseguimento de estudos superiores em áreas como a Bioquímica ou a Física.
Marco Oliveira aponta a Química e a Física como ciências que “exigem muito raciocínio e muita ligação de conceitos”.

Ontem, os alunos participantes nas Olimpíadas Química Mais fizeram uma visita ao ‘campus’ de Gualtar da Universidade do Minho, enquanto os professores acompanhantes assistiram a uma apresentação do director de Departamento de Química, Michael Smith, intitulada ‘Chemistry World - a ligação química’. Todos os participantes assistiram a uma palestra intitulada ‘Produtos naturais: fármacos do passado, fármacos do futuro’, proferida pela investigadora Ana Paula Esteves.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.