Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Escola Carlos Amarante leva alunos a estagiar na Bulgária e em Itália
Estação Náutica de Esposende reúne com parceiros locais

Escola Carlos Amarante leva alunos a estagiar na Bulgária e em Itália

Espaço Cidadão de Lanheses reforça coesão territorial e social

Escola Carlos Amarante leva alunos a estagiar na Bulgária e em Itália

As Nossas Escolas

2021-10-16 às 10h14

Rui Serapicos Rui Serapicos

Aprovadas dezasseis vagas para estudantes dos cursos profissionais de Metalomecânica, Desporto, Electrónica e Informática.

No próximo ano, a Escola Secundária Carlos Amarante vai disponibilizar dezasseis vagas para alunos dos cursos profissionais estagiarem em Itália e na Bulgária.
Quatro de cada curso, os de Electrónica e os de Metalomecânica terão oportunidade de estagiar na Bulgária, enquanto para Itália irão quatro de Informática e quatro de Desporto.

Haverá apoios prévios de preparação ao nivel da língua e da cultura dos países de destino e durante o estágio os alunos serao acompanhados por professores via Internet para desenvolvimento dos seus trabalhos académicos.
A agência nacional Erasmus aprovou a candidatura ‘Estágios além Fronteiras’, apresentada por esta escola secundária, informou ontem a professora Graça  Esteves. Numa sessão de apresentação do programa a que assistiram cerca de uma centena de alunos, a?docente salientou a oportunidade que os estudantes têm de aplicar em contexto de trabalho conhecimentos que adquiriram na escola.

Na ocasião, dois alunos partilharam os seus testemunhos das experiências que viveram no ano passado durante um estágio em Santiago de Compostela, Espanha, explicando os desafios que tiveram de superar na integração em organizações com hábitos de trabalho diferentes, também com horários diferentes e o uso de meios de transporte.
José Fernando, um dos alunos, explicou que esteve numa empresa de hardware.
“O?tutor foi cinco estrelas”, referiu, adiantando que na empresa a maior dificuldade foi “clonar os discos duros”, enquanto em casa, num apartamento em que ficou instalado, “como foi a primeira vez que esteve tanto tempo fora de casa, a maior dificuldade foi lavar a roupa”. Este aluno manifestou expectativas de voltar, agora a fazer um estágio fora de Portugal.

Juan Lucas, outro aluno da Carlos Amarante que esteve em Santiago de Compostela, admitiu que teve de fazer algum esforço para a rotina de se levantar às 6 horas e apanhar o autocarro das 7 horas. “Das primeiras vezes enganei-me no autocarro e cheguei atrasado, mas acabei por aprender a entrar no autocarro certo”, revelou.
Os estudantes, que encheram os lugares do auditório, foram colocando algumas questões.

As candidaturas deverão ser abertas até ao final deste mês, sendo duas ou três semanas o tempo esperado de resposta.
Para se candidatarem a entrar neste programa, os interessados devem preencher um formulário que estará disponível na página da escola.
Na mesma página também vão ser divulgados quais os critérios de selecção.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho