Correio do Minho

Braga, quarta-feira

- +
Escadórios de superação e emoção
Oferta de transporte público rodoviário vai triplicar em Famalicão em 2023

Escadórios de superação e emoção

Consignada a obra para a recuperação de Sistelo

Escadórios de superação e emoção

Braga

2022-09-25 às 12h45

Joana Russo Belo Joana Russo Belo

PROVA ‘Escadórios da Humanidade’ juntou mais de 800 bombeiros. Paulo Santos subiu os 566 degraus em 5 minutos e 34 segundos.

Citação


Lágrimas de superação. De emoção. De gratidão. Com quase 30 kg de peso às costas, a subida em contrarrelógio dos 566 degraus dos escadórios do Bom Jesus acaba por ser muito mais do que uma prova de resistência física. É também um desafio que coloca à prova as capacidades psíquicas, mentais e emocionais, numa demonstração da exigência com que os bombeiros são confrontados todos os dias.
“É uma prova de superação, muito dura e, no meu caso, quando vou a subir penso em desistir, mas o foco está lá e temos que continuar e é isso que muitos bombeiros fazem, continuam no foco. É o que nos acontece no nosso dia-a-dia de bombeiro, às vezes pensamos desistir perante as dificuldades, mas o gosto pela camisola acaba por nos levar e nos manter focados”, contou ao Correio do Minho Paulo Santos, o grande vencedor dos ‘Escadórios da Hu- manidade’, que juntou mais de 800 bombeiros de 186 corporações e 13 nacionalidades.
O bombeiro do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa subiu o emblemático escadório Património da Humanidade da UNESCO em cinco minutos e 34 segundos, tempo que permitiu subir ao primeiro lugar do pódio pela terceira vez, depois de já vencido as edições de 2017 e 2018 (com 5.57 e 5.44).
“É a quarta edição que participo. A preparação foi difícil, este ano em termos particulares tive algumas dificuldades, mas consegui conciliar alguns treinos com a vida profissional e cheguei aqui e fui feliz com o primeiro lugar. Durante a prova as sensações foram muito más, pensei que estava num ritmo mais baixo, mas na chegada cá em cima fiquei bastante contente com o tempo, por saber que consegui manter o meu nível”, confessou o bombeiro de 37 anos.
Em femininos, Agata Mach (OSP Giedlarowa) foi a vencedora, com o tempo de 8 minutos e 38 segundos: “foi a primeira vez que participei, é uma prova muito exigente, mas a atmosfera é incrível. Estou muito surpreendida com o primeiro lugar, não contava”, referiu a bombeira polaca.
Naquela que foi a maior edição de sempre, Ricardo Fernandes, da Associação Família de Elite, reforçou ter sido “atingido o objectivo” da organização, “porque correu tudo ao pormenor e ao milímetro”.
“Foi muito emocionante, a nível pessoal é uma emoção grande. Fiz uma directa, subi só por devoção, mesmo assim o meu tempo rondou os oito minutos. É uma superação e uma gratidão, o bombeiro aqui atinge o que há de melhor, mesmo que pense que nunca possa alguma vez ter capacidade física e psicológica, ao ponto de alguns terminarem a prova a chorar, muito emocionados”, realçou o Bombeiro Sapador de Braga, acrescentando que é também “uma forma de mostrar que os bombeiros estão, dentro do possível, preparados para salvar as pessoas, os bens e os animais de quem diariamente necessita”.
“Estes homens e estas mulheres dão o que às vezes não têm e não pensam nos perigos para que o cidadão perca o menos possível, porque a vida está cada vez mais desafiadora”, frisou, emocionado pela “enchente” de público.
Momento alto do dia, foi a Bênção Nacional dos Capacetes de Bombeiros, presidida por um sacerdote também bombeiro.

Deixa o teu comentário

Banner publicidade

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login Seta perfil

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a Seta menu

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.

Bem-vindo ao Correio do Minho
Permita anúncios no nosso website

Parece que está a utilizar um bloqueador de anúncios.
Utilizamos a publicidade para ajudar a financiar o nosso website.

Permitir anúncios na Antena Minho