Correio do Minho

Braga, quarta-feira

Eixo Atlântico promove fórum para divulgar Turismo de Fronteira
“Regionalização pode promover união no país”

Eixo Atlântico promove fórum para divulgar Turismo de Fronteira

Barcelos paga 8,6 milhões pela extinção de PPP e “teme” juros

Nacional

2019-04-10 às 12h44

Marlene Cerqueira

A 30 de Maio, o Eixo Atlântico promove, no Auditório de São Marcos, em Braga, o I Fórum de Turismo de Fronteira, evento que antecede a realização da sua Expocidades - Feira de Turismo de Proximidade.

A 30 de Maio, o Eixo Atlântico promove, em Braga, o primeiro Fórum de ‘Turismo de Fronteira Europeu’. O evento decorre no auditório de São Marcos e visa divulgar a aposta num novo conceito turístico que visa tirar proveito da proximidade e levar os turistas a visitar os dois lados da fronteira.
A ideia que este novo conceito promove é a de convidar os turistas a que percorram a fronteira e que não se limitem a atravessá-la, uma vez que são terri- tórios com grande riqueza histórica, cultural e natural.
“O objectivo é implementar este novo conceito de Turismo de Fronteira, sendo que a nossa região é propícia para isso. Um turista pode desembarcar no aeroporto do Porto e embarcar no de Santiago de Compostela, ou vice-versa, e durante uns dias, ao longo do percurso ter oportunidade para conhecer um grande conjunto de cidades com atracções a nível de património, gastronomia, paisagens e natureza, artesanato, entre outras”, explicou Xoan Mao ao ‘Correio do Minho’.

Este conceito de Turismo de Fronteira Europeu surge no seio de duas acções financiadas com fundos europeus de cooperação: o Projecto Destino Frontera, financiado pelo POCTEP España-Portugal, e o Projecto EPICAH, financiado pelo Interreg Europe, e ambos liderados pelo Eixo Atlântico.
O EPICAH é um grupo de trabalho formado por oito regiões fronteiriças europeias, que têm vindo a reflectir e analisar propostas para a preservação do património e o seu aproveitamento turístico, desde há dois anos.
No caso do ‘Destino Fronteira’, participa o conjunto da fronteira luso-espanhola através dos sócios da Rede Ibérica de Entidades Transfronteiriças (RIET), que promove a identificação de fontes para o desenvolvimento económico e para a repovoação da fronteira com base num turismo sustentável centrado no património natural, cultural e monumental.

Em ambos os projectos, o novo conceito de Turismo de Fronteira é uma evolução do conceito ‘Dois países, um Destino’ que nasceu na euro-região Norte de Portugal - Galiza, promovido pelo Eixo Atlântico há alguns anos e que se está a espalhar a outras fronteiras europeias.
Xoan Mao refere que o evento vai contar com alguns participantes de países onde este novo conceito turístico também tem grande potencialidade, como a Grécia, a Estónia e a Hungria.
Este novo conceito desenvolve também uma estratégia baseada na preservação do património natural e cultural dos territórios de fronteira para o seu aproveitamento económico através de um turismo sustentável
Neste contexto, o Fórum de Braga é o primeiro evento desta estratégia que terá continuidade numa reunião com os novos eurodeputados, depois das eleições do próximo mês de Maio, e que se realizará em Bruxelas no mês de Novembro.

Xoan Mao revelou que nessa reunião, o Eixo Atlântico vai sensibiliza os eurodeputados para a necessidade de pressionar a Comissão Europeia para que implemente uma política europeia para o turismo e uma política europeia para o património, que não existem.
“É importante que a Comissão Europeia tenha um comissário para o Turismo que é actualmente um das principais motores da economia europeia. Existem 27 comissários e não há um comissário para o Turismo e o Património. Não se percebe isso”, refere Xoan Mao.

Expocidades de 31 de Maio a 2 de Junho

O primeiro Fórum de ‘Turismo de Fronteira Europeu’ acontece na véspera da abertura da Expocidades - Feira de Turismo de Proximidade do Eixo Atlântico, que decorre em Braga de 31 de Maio a 2 de Junho, no contexto da Semana de Turismo de Fronteira Europeu. Esta mostra foca-se no turismo de proximidade dada a relativa distância que existe entre as cidades galegas e as portuguesas e a variedade de ofertas turísticas para o visitante.
O evento chega a Braga depois de já se ter realizado em Lugo, Pontevedra, Viana do Castelo e Vila Real, a Expocidades chega a Braga na sua quinta edição.
O acesso à Expocidades é livre. O certame é inaugurado no dia 30, às 18 horas, podendo ser visitado no dia 31, das 14 às 23 horas; no dia 1 de Junho, das 14 às 23 horas; e no dia 2 de Junho: das 10.30 às 18 horas.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.