Correio do Minho

Braga, sexta-feira

EDP condenada a pagar estragos em sede da Associação Rio Neiva
Em Monção crianças aprendem a comer enquanto brincam

EDP condenada a pagar estragos em sede da Associação Rio Neiva

Cabeceiras já tem Contentores Subterrâneos para lixo indiferenciado

Casos do Dia

2018-05-16 às 10h11

Redacção

Associação Rio Neiva, em Esposende, vai receber da EDP mais de 63 mil euros para reconstrução da sede e pela colocação do sistema de abastecimento e aquecimento de águas. Prejuízos foram causados por incêndio provocado por um raio.

O Tribunal da Relação de Guimarães condenou a EDP a ressarcir a associação Rio Neiva, em Esposende, dos prejuízos que sofreu com o incêndio provocado por um raio, que destruiu a sua sede, em 27 de Setembro de 2013.
Segundo acórdão, a EDP terá de pagar mais de 63 mil euros pela reconstrução do imóvel e pela colocação do sistema de abastecimento e aquecimento de águas.
A associação pedia mais 67.360 euros pela destruição do recheio, nomeadamente canoas, um montante que tinha validado na primeira instância mas que a Relação considera ser necessário apurar com precisão. No total, a indemnização a pagar pela EDP poderá, assim, ascender a mais de 130 mil euros.

Para o tribunal, ficou provado que, no dia dos factos, e fruto do mau tempo que se fazia sentir, houve um corte geral no fornecimento de energia eléctrica na zona onde se encontra a sede da associação Rio Neiva, provocado por uma descarga atmosférica directa que durou entre um a três minutos.
A descarga atmosférica que atingiu a linha de média tensão provocou o accionamento dos mecanismos de protecção instalados, desligando o disjuntor da linha de média tensão. Cessado o defeito provocado pela trovoada, o disjuntor foi aberto manualmente, repondo-se o fornecimento de energia eléctrica, mas, sublinha o tribunal, o restabelecimento foi efectuado com excesso de potência na linha, que originou um curtocircuito que fez deflagrar o incêndio.
A EDP alegou que o incêndio não teve a sua origem na rede eléctrica, sublinhando que o que aconteceu foi que a instalação eléctrica particular do imóvel foi atingida por uma descarga atmosférica directa, ou seja, por um raio.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.