Correio do Minho

Braga, terça-feira

Duarte Coroas também escolheu nascer nas primeiras horas de 2018
Incêndio destruiu armazém de velas em Roriz

Duarte Coroas também escolheu nascer nas primeiras horas de 2018

Calendário solidário da Associação de Apoio aos Deficientes Visuais à venda no Hospital de Braga

Braga

2018-01-02 às 06h00

Paula Maia

Eram cinco horas e 30 minutos da manhã quando Duarte Machado Coroas nasceu, precisamente 25 minutos depois de Benjamim de Oliveira Dias Martins, o primeiro bebé a nascer no Hospital de Braga.

Eram cinco horas e 30 minutos da manhã quando Duarte Machado Coroas nasceu, precisamente 25 minutos depois de Benjamim de Oliveira Dias Martins, o primeiro bebé a nascer no Hospital de Braga.

Duarte é o primeiro filho em comum de Vânia Machado, de 38 anos de idade, e Flávio Coroas, de 32. O menino vem juntar-se a outros três rapazes, fruto de outros relacionamentos dos progenitores. “Com a chegada de Duarte a família fica agora completa”, diz-nos sorridente esta mãe.

Vânia estava visivelmente feliz com a chegada de mais um rebento. Explica que o parto, natural, “correu muito bem” e a prova é que “não levei um único ponto apesar do bebé ter nascido com 3.725kg”.

O parto estava previsto para a recta final do dia 31 de Dezembro, mas Duarte decidiu esperar um pouco mais. “Entrei no dia 31, no período da manhã, já com contracções e alguma dilatação. Estava tudo a encaminhar-se para isso mas, de repente, tudo mudou porque a dilatação não avançava”, diz-nos a jovem mãe que reside na cidade de Braga.
Vânia tece rasgados elogios à equipa que a assistiu. “Correu tudo muito bem, com uma equipa excelente a ajudar-me. Tive muita sorte porque fizeram um trabalho fenomenal”, prossegue a progenitora que é secretária de unidade da Pediatria do Hospital de Braga.

O “rapazão”, como a mãe o trata, ficou completamente alheio aos jornalistas que se deslocaram ao Hospital de Braga para o conhecerem. Com 40 semanas de gestação, Duarte apresentou-se um bebé muito tranquilo, passando a maior parte do tempo a dormir. E nem quando a mãe lhe pegou ao colo para uma fotografia conjunta, se manifestou. “É muito sossegado”, prossegue a mãe.

Apesar pacatez que o petiz manifesta neste seu primeiro dia de vida, os pais de Duarte não fazem intenção de lhe darem mais irmãos. “Vamos ficar por aqui porque eu tenho um filho e o Flávio também tem outros dois. Já ficamos com quatro rapazes!” diz Vânia Machado que, questionada sobre a hipótese de tentar a sorte de ter uma menina diz: “a rainha da casa sou eu”.
Pai babado, Flávio também é da opinião de que a família está agora completa. “Já chega. Tenho quatro rapazes!”, avança o pai que agora quer é juntar a família em casa, no conforto do lar.
Este é certamente um ano especial para este casal que acolhe nos braços abertos mais um filho. A data torna-se simbólica que já que nasceu, precisamente, no primeiro dia do novo ano, sendo também o segundo bebé a nascer na maternidade bracarense.

Duarte e Benjamim vão ser presenteados agora com um kit produtos essenciais aos recém-nascido oferecido pela loja Bem-Estar do Pingo Doce do Braga Parque.

Deixa o teu comentário

Usamos cookies para melhorar a experiência de navegação no nosso website. Ao continuar está a aceitar a política de cookies.

Registe-se ou faça login

Com a sessão iniciada poderá fazer download do jornal e poderá escolher a frequência com que recebe a nossa newsletter.




A 1ª página é sua personalize-a

Escolha as categorias que farão parte da sua página inicial.

Continuará a ver as manchetes com maior destaque.